Cadela percorre 3km com a pata quebrada para mostrar o local onde estavam seus filhotes

Com muita resiliência e resistência à dor que sofria, uma cadela da raça galgo com uma perna quebrada conduziu um médico veterinário por três quilômetros até um carro abandonado, onde ela deu à luz 10 filhotes que precisava de ajuda.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Acredita-se que a cachorrinha tenha sido abandonada por seus antigos tutores na rua. Ela foi vista pela primeira vez em um mercado, com a pata dianteira quebrada, em Vera, no sul da Espanha.

A psicóloga Lianne Powell, 49, resgatou a cadela, que tem entre 2 e 3 anos de idade, e a levou a um veterinário local para fazer exames.

cadela da raça galgo

Mas depois de perceber que a cadela estava produzindo leite e perceber que ela teria dado à luz entre cinco e sete dias antes, a veterinária Ellen Sobry e Lianne começaram a procurar por seus filhotes.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Elas ficaram surpresas quando a cadela, que agora recebeu o nome de Vera em homenagem à cidade onde foi encontrada, milagrosamente levou o casal em uma caminhada de três quilômetros direto para sua pequena prole.

Ellen, 39, nascida na Bélgica, disse: “Ela tinha uma perna quebrada, estava sangrando nas costas e eu vi que ela tinha leite, então pensei ‘bem, onde estão os filhotes?”.

Cadela percorre 3km com a pata quebrada para mostrar o local onde estavam seus filhotes

“Colocamos uma coleira e uma longa trela nela e a levamos de volta ao mercado. Então nós apenas a seguimos por cerca de 3km – ela sabia para onde estava indo”, disse.

“Ela nos levou até eles, foi incrível – eu não podia acreditar no que vi. Aquela cadela não nos conhecia, só a encontramos uma hora antes, então foi realmente incrível como ela decidiu confiar e nos mostrar onde eles estavam”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

filhotes da cadela galgo

A dupla filmou a caminhada e a cadela pode ser vista levando Ellen e Lianne para um carro abandonado com papelão em suas janelas antes de pular no banco do passageiro por uma porta aberta.

As mulheres então descobriram dez filhotes recém-nascidos amontoados no banco traseiro do veículo enquanto sua mãe olhava pela janela da frente.

cadela galgo amamenta seus filhotes

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Lianne disse: ‘Claramente, tínhamos uma decisão a tomar. Se houvesse filhotes, eles morreriam de fome lentamente, a menos que os encontrássemos. Precisaríamos da ajuda do galgo, mas não sabíamos se ela confiaria em nós o suficiente para nos levar até lá’.

“Coxeando e às vezes arrastando o gesso, ela nos conduzia pelas ruelas e estradas principais sobre os campos e por trilhas lamacentas.

“A certa altura, ficamos preocupadas que ela estivesse apenas tentando encontrar sua casa, mas depois de 3 km ela virou uma pequena trilha lamacenta e nos levou para debaixo de uma sebe espessa e para uma casa abandonada antes de atravessar o quintal e entrar em um carro.

“Lá na parte de trás estavam 10 lindos e gordos cachorrinhos saudáveis. Mentiria se não dissesse que choramos muito com o achado. No estado em que ela estava no fato de que ela conseguiu se virar sozinha e cuidar de 10 filhotes é nada menos que surpreendente.’

Cadela percorre 3km com a pata quebrada para mostrar o local onde estavam seus filhotes

O sul da Espanha tornou-se notório pelo alto número de galgos abandonados devido à criação em massa para encontrar bons cães de caça.

Ellen disse que o inverno é particularmente ruim para a raça, já que muitos tutores são conhecidos por abandonar seus cães na baixa temporada e comprar novos quando a temporada de caça começa novamente.

Mas Lianne enfatizou que, embora a questão seja um problema, aqueles que criam e abandonam cães são uma pequena porcentagem e não representam a maioria das pessoas na Espanha.

cadela da raça galgo

Vera ainda está se recuperando de uma cirurgia na clínica veterinária Ellen Clinivet Turre e o veterinário está trabalhando com a ONG Ibizan Hound Rescue em Murcia, no sul da Espanha, para encontrar lares para os cães quando eles estiverem aptos a deixar a clínica.

A organização sem fins lucrativos, liderada pelos expatriados britânicos Diane e Brian Hughes, de 58 e 59 anos, acolhe animais de rua e trabalha para encontrar lares amorosos para eles.

Ellen disse: “Vera e seus filhotes estão ótimos e todos saudáveis. Sua perna quebrada não estava infeccionada, mas não sabemos realmente o que aconteceu, ela poderia ter sido atropelada por um carro, mas não tinha outros ferimentos, talvez alguém a chutou, mas simplesmente não sabemos – era uma fratura limpa”.

“Agora ela está se recuperando muito bem, a única coisa que ela tem que se preocupar agora é comer, alimentar seus filhotes e dormir. Ela é um pouco tímida, mas não tem muito medo.

‘Vemos mais animais perdidos todos os dias, é o fim da temporada de caça, está ruim no momento.

‘Eles não têm mais utilidade para os tutores; eles são usados ​​para caçar e quando eles diminuem a velocidade, seus tutores simplesmente os jogam fora”, completou.

Fonte: AMP
Fotos: Mercury Press & Media

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,805,539SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Detentos produzem 200 mil peças de eletroeletrônica em presídio

Os detentos conseguem remissão da pena, aprendem uma nova profissão e ganham salário para ajudar a família, no Presídio de Santa Rita do Sapucaí.

Funcionária de escola em Pernambuco dá “dia de beleza” a aluna que chorava por se achar feia

Da série "Pessoas que fazem a diferença no mundo!" 🌎 Alguns dias atrás, a pernambucana Gabriella Lopes compartilhou uma história de pura empatia que ela...

Use a popularidade do seu aniversário nas redes sociais para ajudar crianças com câncer

A ONG Beaba, nasceu com a intenção de desmistificar o câncer, para quem tem a doença e também para quem auxilia as pessoas no...

Menina que nasceu sem as mãos ganha competição de caligrafia

A pequena Sara Hinesley, 10 anos, não entende por que causa tanta surpresa ela ter ganho uma competição nacional de caligrafia. Afinal, ela apenas se...

Filho de 10 anos pede e mãe doa sangue em seu lugar, como presente de aniversário (SP)

O menino Eduardo Santos, 10 anos, estava indo no dia de seu aniversário, 7 de julho, aos Correios com sua mãe Neide Santos, 50...

Instagram

Cadela percorre 3km com a pata quebrada para mostrar o local onde estavam seus filhotes 3