Cadelinha espancada volta à vida e anda de cadeira de rodas

A cadelinha Fofa foi espancada na rua. Teve sua coluna quebrada e suas patinhas danificadas. Durante 9 dias ela se arrastou pelas ruas até chegar em casa. No entanto, o Ian fez esse projeto no fim-de-semana que esteve na cidade de férias, com isso conseguiu reabilitá-la e hoje ela está feliz e muito recuperada em sua cadeira de rodas!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Cadelinha espancada volta à vida e anda de cadeira de rodas 2

Cadelinha espancada volta à vida e anda de cadeira de rodas 3

Dizem que os cães vivem menos do que humanos porque já nascem sabendo amar e serem amados. Essa é uma prova de que também sabem dar valor à vida e não se apegam às pequenas coisas. O que importa é estar bem e ser amado!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma lição de vida vinda, mais uma vez, do mundo animal!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,805,848SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Cristiano Ronaldo paga todas as despesas médicas das vítimas dos incêndios em Portugal

Há quatro meses, desde a tragédia de Pedrogão Grande, na região de Leiria, no centro de Portugal, uma sucessão de incêndios em Portugal causou...

Médicos do mundo todo colam fotos sorrindo em seus crachás para animar pacientes

Profissionais de saúde do mundo todo estão colando fotos deles sorrindo em seus crachás para animar pacientes com Covid-19. A iniciativa surgiu nos Estados Unidos...

Professora cria jogo para estudantes “caçarem” livros no lugar de Pokémons

Aveline Grégorie é diretora de uma escola primária na cidade belga de Farcienne. Ela aproveitou o sucesso de “Pokémon Go” para estimular o hábito...

Filho ensina a pai que brinquedo não tem gênero sem dizer uma palavra

O garoto deu apenas um empurrãozinho e deixou que o pai chegasse a essa conclusão sozinho.

Professora aposentada é voluntária do CVV há 30 anos: “É impossível deixar o coração de lado”

Trinta anos atrás, a professora aposentada Nilza Viana viu uma propaganda do Centro de Valorização da Vida (CVV). Nilza, hoje com 70 anos, descobriu...

Instagram

Cadelinha espancada volta à vida e anda de cadeira de rodas 5