Dona de cafeteria posta desabafo em apoio à funcionário humilhado por cliente, na Austrália

0
1496
confeitaria fecha para apoiar funcionário humilhado

Quem já trabalhou com atendimento sabe que, vez ou outra, surgem uns perrengues para superar. Só que quando se tens uma chefe como a Lisa Bilston, a gente até esquece que tem gente um pouco desagradável nesse mundo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A Lisa é dona da cafeteria Bob’s Your Uncle Cafe, em Melboun, na Austrália. Há poucos dias, ela teve que encerrar o expediente mais cedo, pois um dos seus funcionários foi humilhado por um cliente. Ela então encerrou o expediente em apoio a sua equipe.

Chef de apenas 16 anos distribuirá marmitas para moradores em situação de rua neste Natal. Vamos ajudá-lo nesta missão? Contribua para essa vaquinha!

Lisa fez um desabafo no Facebook, falando como esse tipo de situação se tornou frequente durante a pandemia. Ela começou a publicação falando do fechamento:

Caros clientes, devido ao abuso excessivo de um cliente hoje, que levou a proprietária do local e um membro da equipe às lágrimas, tomamos a decisão de fechar pelo resto do dia como apoio à saúde mental de todos”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Depois, Lisa explicou que devido a pandemia, a cafeteria não consegue comprar todos os mantimentos necessários para produzir os produtos que vende habitualmente.

A falta de produtos, às vezes é incompreendida por alguns clientes, que chegam a esse extremo, de humilhar um funcionário. “Enfrentamos esse tipo de abuso todos os dias desde a reabertura”, afirmou Lisa.

confeitaria fecha para apoiar funcionário humilhado

No final da publicação, Lisa nos leva a refletir sobre como tratamos o próximo e como não é necessário nenhum tipo de ofensa ou humilhação.

A situação de hoje acabou com a gente e precisamos parar um pouco para refletir e nos reconstruir. Lamentamos qualquer inconveniente que isso possa causar e esperamos por seu apoio contínuo”, finalizou Lisa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A gente só torce para que casos como esse não se tornem constantes!

FONTE: Revista PEGN

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.