Caixas de leite proporcionam conforto térmico a famílias de baixa renda

Conforto térmico e economia de energia para famílias de baixa renda, moradoras de casas cobertas por telhas de amianto. A startup carioca Nossa Casa oferece as duas coisas com um forro isolante térmico feito de caixas de leite.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Inspirada no projeto voluntário ‘Brasil Sem Frestas’, que usa o mesmo material para tampar buracos de casas de madeira no Rio Grande do Sul, a Nossa Casa nasceu em um programa de inovação do Grupo Enel, empresa multinacional de energia e uma das líderes mundiais do mercado de energia e gás.

Leia também: Mulher faz casinhas com caixas de leite para alimentar cães de rua

O idealizador da startup, Gustavo Camozzato, adaptou a ideia para proteger famílias inteiras do forte calor emitido pelas telhas de amianto que cobrem suas casas em comunidades de São Gonçalo e Magé, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

“Eu adaptei para um ambiente de calor. Como conheço pessoas que vivem em comunidades. Sei que a telha de amianto é quase como um dragão soprando na cabeça das famílias”, disse Gustavo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

caixas de leite forro conforto térmico famílias baixa renda

A startup instalou os primeiros forros térmicos em dez casas da comunidade Jardim Bom Retiro, em São Gonçalo. A segunda etapa contemplou 50 moradias da comunidade de Suruí, em Magé. O projeto é baseado no conceito de economia circular: tudo acontece na comunidade.

A seleção das casas que recebem os forros é feita em conjunto com a associação de moradores: moradias com idosos e crianças têm prioridade. Metade das caixas de leite é coletada na própria comunidade; a outra metade é comprada de uma recicladora, pois são necessárias muitas caixas para a montagem das placas dos forros: uma média de 850 caixas por residência. A mão de obra e os fornecedores de materiais (parafusos, alumínio etc.) também são locais.

caixas de leite forro conforto térmico famílias baixa renda

caixas de leite forro conforto térmico famílias baixa renda

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O forro térmico é instalado 20 centímetros abaixo da telha de amianto, formando um bolsão de ar que diminuiu em até 9 °C a temperatura no interior da casa. Além de melhorar a qualidade de vida dos moradores, o forro proporciona uma economia na conta de luz, já que eletrodomésticos como a geladeira consomem bastante energia em ambientes quentes.

caixas de leite forro conforto térmico famílias baixa renda

caixas de leite forro conforto térmico famílias baixa renda

“A gente acabou de comprovar a redução do consumo de energia da geladeira. Colocamos medidores com uma empresa certificada pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica). Houve uma redução de 11,7% no consumo da geladeira. Nas poucas casas que têm ar-condicionado, também comprovamos uma redução de 3,6% no consumo.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo Gustavo, das famílias que tinham ar-condicionado, 80% parou de usar o aparelho depois que ganhou o forro térmico. “Depois da instalação do forro, nunca mais usaram o ar-condicionado. Esse é o nosso modelo de negócio: proporcionar qualidade de vida, conforto térmico e economia de energia. 

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

caixas leite forro conforto térmico famílias baixa renda

crédito das fotos: Reprodução/Nossa Casa

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,855,215SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Advogada orienta mulheres sobre como agir diante de assédio sexual no trabalho

Por meio das redes sociais, a profissional atende e auxilia mulheres de várias localidades.

Com filha no colo, deputado maranhense participa de reunião e foto viraliza

Uma foto do deputado maranhense Yglésio Moyses com a filha no colo, que dormia profundamente durante uma reunião de trabalho na CCJ, viralizou nas redes sociais.

Com humanos em casa, animais selvagens estão ocupando ruas de cidades do mundo todo

As medidas de quarentena e distanciamento social reduziram o trânsito de mais de 3 bilhões de pessoas em cidades de todo o planeta. De forma...

Empresária resgata bebê abandonada em sacola e decide adotar criança em Campo Grande (MS)

Uma empresária de Campo Grande (MS) resgatou uma bebê recém-nascida abandonada em uma sacola e agora quer adotar a criança. Kely Zerial, 37 anos,...

Erva-mate vira tinta para crianças se divertirem sem limites

Diversão garantida para as crianças com recurso que vem da natureza.

Instagram