Campanha de conscientização do câncer mostra um “tumor” que cresce no meio da rua e as pessoas ignoram completamente

Nosso cotidiano é preenchido por ocupações de trabalho, de casa, ou compromissos sociais. Devido a isto, acabamos deixando de notar pequenas mudanças que podem estar ocorrendo ao nosso redor.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas só porque estamos ocupados e algumas mudanças são pequenas não significa que elas não estão acontecendo. A campanha a seguir simula uma mudança constante em um ambiente público para tratar de um assunto muito mais sério do que isso, o câncer. Veja:

A campanha finaliza com o texto “É fácil ignorar alguma coisa, especialmente quando estamos ocupados” e “detectar o câncer mais cedo pode salvar sua vida“.

Detectar o câncer em estágios iniciais aumenta significativamente as chances de uma recuperação bem sucedida, não importa qual o tipo do câncer. Isso pode literalmente salvar sua vida.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

 

cancer_sinais1 cancer_sinais1a cancer_sinais2 cancer_sinais3 cancer_sinais4 cancer_sinais5

 

Post originalmente publicado no Awebic.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM







Campanha de conscientização do câncer mostra um "tumor" que cresce no meio da rua e as pessoas ignoram completamente 4

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
5,077,412SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem compartilha alegria de ter uma casa própria: ‘É simples, mas fruto de muito trabalho’

A jovem Analía Barrios, 24, de Luque, no Paraguai, realizou o sonho de sair da casa dos pais e começar a construir seu próprio...

Cientista desvenda as emoções por trás de cada tipo de lágrima

Você já se perguntou se as lágrimas de dor são diferentes das lágrimas de alegria? Rose-Lynn Fischer sim. Foi essa pergunta que a fez analisar as estruturas das lágrimas usando poderosos microscópios.

Após filho ser humilhado por vender empanadas nas ruas, família argentina inaugura bistrô em SP

Gente, vocês lembram do Leandro? Ele foi humilhado por um grupo de rapazes, enquanto estava vendendo as empanadas de sua família em Praia Grande...

Menino de apenas 12 anos entra na universidade no México

O menino Carlos Santamaría, 12 anos, começou as aulas do curso de Física Biomédica da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM) esta semana.

Não adianta chorar sobre o leite derramado, melhor chamar o gato

Era a terceira caixa de bombons que chegava à mesa de Ana Tereza nas duas últimas semanas. O bilhetinho era quase sempre o mesmo,...

Instagram

Campanha de conscientização do câncer mostra um "tumor" que cresce no meio da rua e as pessoas ignoram completamente 5