Campanha no metrô de SP chama atenção para causa da educação

Usar a evolução digital para contribuir com a divulgação de tópicos importantes para a sociedade. Foi acreditando nisso que a Epson, líder mundial em impressão, em parceria com a Avery Dennison, empresa especializado em materiais para rótulos e comunicação visual, desembarcou no metrô de São Paulo com o projeto “Impressione América Latina”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por meio da exposição de obras impressas em grande formato em locais de destaque, o projeto, realizado em 10 países da região, difunde o debate sobre questões sociais. A ação chegou a São Paulo no último dia 21 e abordará a necessidade do desenvolvimento de atividades educativas, artísticas, culturais e esportivas para crianças e adolescentes de baixa renda.

Leia também: Foto de mãe chorando após conquista da filha na escola emociona

Para a elaboração do projeto, a Epson realizou um concurso e selecionou obras da artista gráfica Bianca Klempe, 20 anos, para ilustrar a causa defendida no Brasil. Com o tema “enquanto você espera só um pouquinho, já tem gente esperando por muito tempo”, a criação impressa em grande formato ficará exposta na Linha 4-Amarela do metrô de São Paulo, em duas portas da plataforma de embarque da Estação Pinheiros e no corredor de acesso à Estação Paulista. Além disso, a ação resultou em uma doação em dinheiro para a Casa do Zezinho, organização sem fins lucrativos localizada no Parque Maria Helena, bairro da Zona Sul de São Paulo.

campanha metrô são paulo chama atenção causa educação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

campanha metrô são paulo chama atenção causa educação

campanha metrô são paulo chama atenção causa educação

“Na Casa do Zezinho, a criança, o jovem e o adolescente são protagonistas de todo o processo sociopedagógico. A Casa é um espaço de desenvolvimento humano, de formação de cidadão autônomo. Esta autonomia adquirida é exercida sociedade afora. É desta forma que a educação transforma. Por isso, nós, da Casa do Zezinho, somos educadores apaixonados por educação”, afirmou a fundadora da ONG, Dagmar Rivieri, mais conhecida como Tia Dag.

Criada em 1994, a Casa do Zezinho recebe jovens entre 6 e 21 anos que frequentam a rede pública de ensino. A partir dos quatro pilares da Pedagogia do Arco Íris, criada pela psicopedagoga Tia Dag, a ONG investe em programação socioeducativa que compreende artes, ciências, filosofia e espiritualidade. O local trabalha com esportes (futsal, capoeira, kung fu e jiu-jitsu), gastronomia, mosaico, teatro, dança, canto e oficina de sustentabilidade e meio ambiente.

“A Epson está sempre atenta às necessidades de desenvolvimento dos países onde está presente. No Brasil, acreditamos que a educação é um fator fundamental para a transformação social. Por isso, optamos por realizar este trabalho com a Casa do Zezinho. E o metrô de São Paulo, pela democracia e abrangência que oferece, possibilita gerar impacto em grupos de diferentes gêneros, raça, idade e classe social. É uma grande oportunidade para, mais uma vez, alertar sobre essa nobre causa defendida pela Casa do Zezinho “, completou Eduardo Valentin Gonçalves, head de marketing da Epson do Brasil.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

crédito das imagens: Divulgação

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,850,069SeguidoresSeguir
24,964SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Projeto com jovens vem combatendo masculinidade tóxica e estereótipo de “machão”

Em exercícios que promovem uma verdadeira jornada de autoconhecimento, garotos aprendem a construir uma masculinidade saudável.

Osklen vai doar 50 mil máscaras e 9 mil jalecos para profissionais da saúde do RJ

A Osklen anunciou a doação de 50 mil máscaras e 9 mil jalecos para os profissionais da saúde que atuam na linha de frente...

Criança aprende língua de sinais para se comunicar com o pai surdo

Esta criança de apenas 2 anos (na época desse vídeo), chamada Bernardo, de apelido BE, mostra, durante um café da manhã nos avós, tudo...

Com ajuda de doações, alunos com necessidades especiais fazem baile de debutante

Coisa boa é ver momentos assim: pessoas unidas, felizes e que contaram com o apoio de outras que se uniram e também ficaram felizes...

Webdesigner parou de cobrar por seu trabalho e não se arrepende do que aconteceu

Um pai, e diga-se de passagem, de um bebê lindo, à alguns anos atrás chegou na conclusão de que, trabalhar em um emprego tradicional...

Instagram

Campanha no metrô de SP chama atenção para causa da educação 4