Campanha mostra pessoas com deficiência em situações cotidianas e prova que todos somos iguais

Segundo o último censo do IBGE, 24% da população brasileira possui algum tipo de deficiência, seja visual, auditiva, motora ou mental, e apesar do número considerável, o restante da população ainda não sabe exatamente como tratar alguém com deficiência.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Seja por cuidado excessivo, que são os casos onde a pessoa com deficiência é tratada com tanto cuidado que ela fica constrangida pela forma que a abordam, até o outro extremo, onde pessoas não respeitam os direitos adquiridos das pessoas com deficiência, como as vagas especiais em estacionamento de shopping, por exemplo.

Ou seja, há muito ainda a ser feito. Mas felizmente algumas iniciativas começam a surgir, uma delas é a campanha “Somos Felizes”, criada pela agência CCZ*WOW junto com o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Curitiba, com o objetivo de garantir os direitos e a inclusão social dessas pessoas.

Para propagar a campanha, foi feito um vídeo com foco em desmistificar o que pensam sobre as pessoas com deficiência, e mostrar que eles tem dificuldades, assim como qualquer outra pessoa tem, mas que podem ser felizes e realizados, desde que seus direitos sejam respeitados. Com uma trilha musical baseada em depoimentos de algumas pessoas com deficiência, o vídeo os mostra em situações do cotidiano, e tem como fio condutor o dançarino Edy Style, que com muito talento mostra sua desenvoltura pela cidade de Curitiba. Vale o play:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

somos-felizes somos-felizes2 somos-felizes3 somos-felizes4 somos-felizes5 somos-felizes6 somos-felizes7

A campanha surge com um manifesto que resume bem o espírito do projeto:

SOMOS MAIS DE 45 MILHÕES DE PESSOAS NO BRASIL

“Lutamos diariamente por uma série de direitos que, às vezes, muitas pessoas não dão atenção, consideram um favor. Aquela vaga no estacionamento, o banheiro exclusivo, uma oportunidade de emprego, entre outras coisas. Nossa luta passa não só por nossas dificuldades particulares, mas também pela garantia de que a sociedade nos inclua de uma maneira mais natural. Isso porque podemos ser felizes. Cada um de nós, como todas as pessoas, tem uma história de vida recheada de momentos que nos marcaram para sempre. Equilíbrio com a sociedade e compartilhando nossos sentimentos com o próximo que escrevemos nosso legado para toda a eternidade. Afinal, a nossa felicidade depende da construção de uma sociedade inclusiva, para todos, que respeite os nossos direitos e a diversidade humana.”

ap4

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,518,910SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Espanhóis criam pulseira que permite sair de casa respeitando o distanciamento social

Seis jovens espanhóis desenvolveram uma pulseira que permite que as pessoas circulem e convivam normalmente respeitando o distanciamento social. É um dispositivo que alerta ao...

Funcionário da Casas Bahia paga Uber para cliente com deficiência não precisar ir embora de ônibus

O funcionário de uma loja da Casas Bahia na Zona Oeste do Rio de Janeiro protagonizou um gesto digno de aplausos. Um dia desses, Edilan...

Quem são e o que pensam as mulheres da 3ª Marcha do Orgulho Crespo de São Paulo

“Eu, mulher negra, resisto” foi um dos gritos que ecoaram pelas ruas de São Paulo no último sábado (5), durante a 3ª Marcha do...

Consumidores pagam cerveja Corona com plástico reciclável na semana mundial dos oceanos

Cerca de oito milhões de toneladas de plástico chega aos oceanos a cada ano, poluindo esses ambientes e colocando em risco a vida marinha....

Pais adotam criança com a mesma condição rara do filho biológico

Monica e Josh Poynter já eram pais de Tag, de 6 anos, quando decidiram adotar Trey, de 9. Apesar de não terem os mesmos...

Instagram