Após tratamento contra o câncer, paciente doa R$ 11 mil em materiais para hospital

Leonilda Franco Custódio passou longos 35 dias fazendo tratamento de Radioterapia no Departamento de Oncologia do Hospital de Caridade São Vicente de Paulo, em Jundiaí, no interior de São Paulo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Como forma de agradecimento pela atenção e o cuidado recebido dos profissionais do hospital, após receber alta, ela intermediou a doação de mais de 11 mil reais em produtos BIC, empresa onde o genro dela trabalha.

As doações, entre canetas, lapiseiras, borrachas e apontadores, totalizaram 819 itens, entregues ao setor de almoxarifado do hospital, de onde o material será distribuído para quase 2000 profissionais conforme as necessidades de cada um.

“Ficamos surpresos com a doação e muito felizes, porque gestos como estes fazem o hospital economizar e ainda mostra o quanto nosso trabalho deixou a paciente satisfeita”, disse Flávio Luís Longo Vermiglio, Físico Médico e Supervisor de Radioproteção do Hospital São Vicente.

A ideia da doação partiu da filha da paciente, Claudia Castelao: “Minha mãe foi muito bem tratada todas as vezes que necessitou do Hospital São Vicente. Quero agradecer a todos os colaboradores que trabalham na Radioterapia e sempre que puder, vou ajudar“.

Foto: Reprodução

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

987,714FãsCurtir
1,763,678SeguidoresSeguir
8,639SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem cria escola de lona para alunos carentes em Tocantins e internautas criam vaquinha

Com alguns tecidos, plásticos e madeiras que encontra no lixão, jovem construiu a sua escolinha de reforço. Mas quando chove, ele perde tudo.

Pitbull resgatado de “rinha” não para de sorrir no novo lar

Publicamos no final do ano passado o resgate de 33 pitbulls de uma “rinha” em Itu (SP). O estado dos cães era muito triste. Hoje,...

Menino vende desenhos no portão de casa para ajudar a família e comprar telas

Kayque coloca seus desenhos à venda no portão de casa por R$1,50 para conseguir dinheiro para as telas e para ajudar a família.

Cadeirante que faz entregas em SP sonha ter cadeira motorizada e internautas criam vaquinha

Conheçam o Luciano Oliveira, 44 anos, cadeirante que ficou conhecido por trabalhar como entregador de comida por aplicativo.

Ortobom doa 500 colchões para vítimas de chuva em Raposos (MG)

A Região Metropolitana de Belo Horizonte foi a mais afetada pelas fortes chuvas que caíram em Minas Gerais nas últimas semanas. Um exemplo é...

Instagram