Professora cria ‘cãodomínio’ para proteger cães de rua do frio em Buri (SP)

Graças à iniciativa de uma professora, água, ração e aconchego não faltam mais para os cães que viviam nas ruas de Buri, no interior de São Paulo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A empresária e professora de educação física Érika Roberta da Cunha criou um “cãodomínio” de casinhas para os animais se esquentarem durante o inverno.

Ao todo são três casinhas que dispõem de comida à vontade para os animais. “Eu sempre gostei de animais e dava ração. Então, primeiro eu decidi fazer o comedouro e bebedouro na frente do meu estúdio de treinamento físico, mas com a chegada do frio eu decidi fixar as casinhas”, conta.

[Aos 23 anos, o Julio, que tem autismo severo, precisa ser amarrado em momentos de crise. Também por falta de tratamento ele parou de falar há muitos anos e precisa de um acompanhamento em clínicas e psicoterapeutas. Queremos custear um tratamento pra ele e comprar moveis para a família em Fortaleza (CE) viver um pouco melhor. Contribua aqui.]

Empresária cria 'cãodomínio' para abrigar cães de rua em Buri (SP)

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Empresária cria 'cãodomínio' para abrigar cães de rua em Buri (SP)

De acordo com Érika, a dupla de cães Dunga e Tchuco gostou tanto dos novos lares que se abrigou praticamente todas as noites neles. “Se a gente sofre com o frio, imagina os cães?”, questiona.

Mantido pela empresária e alguns amigos, o “cãodomínio” fica no centro de Buri, município de 18 mil habitantes a 270 km da capital paulista.

Empresária cria 'cãodomínio' para abrigar cães de rua em Buri (SP)

Para cada semana do mês, um amigo de Érika doa um saco de ração. A iniciativa envolve também a vizinhança, que ocasionalmente doa quantias em dinheiro para ajudar o projeto.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também: 

“Além dessa ajuda, alguns outros comerciantes gostaram da ideia e querem implantar as casinhas na frente de mercados e lojas também”, conta.

Empresária cria 'cãodomínio' para abrigar cães de rua em Buri (SP)

“No meu estúdio eu cuido de pessoas e animais, mas se cada um fizer um pouco já ajuda muito. O mínimo que podemos fazer é ajudar o próximo e também os bichinhos.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: G1/Fotos: Érika Roberta da Cunha/Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,089,429SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Pedreiro que pedalava 42 km para estudar Direito começa pós-graduação no mês que vem

Vocês se lembram da história – um exemplo de superação e tanto! – do pedreiro Joaquim que pedalava 42 km por dia para fazer...

Senado aprova Lei Romeo Mion, que assegura direitos para autistas

O Senado Federal aprovou na última quarta-feira (11), a Lei Romeo Mion, que cria a Carteira Nacional de Identificação do Autista. A lei leva o nome...

Bike Floricultura sem vendedor faz sucesso baseado na confiança

A “Matos Urbanos” vende plantinhas decorativas sem a supervisão de um vendedor.

Jovem perde carro em incêndio e recebe mais de R$ 23 mil em doações para comprar um novo!

Moisés, de 24 anos, tomou um baita susto na noite do dia 21 de agosto. O pai dele o chamou desesperado, porque o seu...

Cãozinho ‘mijão’ do WhatsApp é adotado pela sua ‘vítima’

Depois de ficar indignado, rapaz adotou cãozinho que urinou nele.

Instagram

Professora cria 'cãodomínio' para proteger cães de rua do frio em Buri (SP) 3