Início EDUCAÇÃO Empresa capacita jovens para trabalhar com tecnologia e entrar no mercado

Empresa capacita jovens para trabalhar com tecnologia e entrar no mercado

Todo mundo sabe que um lugar no mercado de trabalho passa necessariamente pelo domínio das novas tecnologias. A dificuldade é tornar esse conhecimento acessível principalmente para jovens de baixa renda.

Sabendo disso, um curso está oferecendo capacitação para esse público. Mais do que inclusão digital, o objetivo é promover transformação social e econômica na vida desses jovens.

A Oracle, empresa de tecnologia, lançou o curso no fim do ano passado e os interessados já podem se inscrever. O programa ONE – Oracle Next Education oferece 30 cursos nas áreas de Tecnologia da Informação, Empreendedorismo, Criatividade e Inteligência Emocional.

Jovens fazem curso de tecnologia
Curso capacitará jovens de baixa renda nas áreas de Tecnologia da Informação, Empreendedorismo, Criatividade e Inteligência Emocional. Foto: ONE

São oferecidas 3 mil vagas e o curso é completamente online. As inscrições podem ser feitas pelo site da ONE. Os candidatos precisam ter no mínimo 18 de idade e comprovar que são de famílias pobres.

“A educação é um dos nossos pilares e acreditamos nela como impulso para a transformação da sociedade. Queremos oferecer a oportunidade para todos mudarem suas vidas. Hoje há uma lacuna de aproximadamente 300 mil profissionais de TI no Brasil. As vagas não estão sendo ocupadas por falta de especialização necessária. O ONE ajudará a reduzir esse impacto no mercado e, sem dúvida, incentivar ainda mais a inovação no país”, disse o presidente da Oracle do Brasil, Rodrigo Galvão.

Empresa capacita jovens para trabalhar com tecnologia e entrar no mercado 1
Ciee é um dos parceiros da ONE e vai encaminhar alunos para o mercado de trabalho. Foto: ONE

A preparação dura aproximadamente 6 meses e com 450 horas de aulas e conteúdo. Os interessados precisam pagar uma taxa de R$ 99,00. A cobrança do valor simbólico é para manter os alunos engajados até o fim das aulas.

Leia também: Designer oferece cursos gratuitos para jovens de baixa renda em SP

A Cogna Educação, uma das principais organizações educacionais do mundo, formada pelas instituições Kroton, Platos, Saber e Vasta Educação/Somos Educação, disponibilizará laboratórios de computação conectados à internet, em oito das unidades da Anhanguera Educacional, na Grande São Paulo, para os participantes inscritos no programa que não possuam esses recursos.

E o mais legal é que a empresa firmou parceria com outras instituições e os alunos já podem concluir os cursos estando empregados. As parceiras do projeto são Alura, CIEE, Cogna Gerdau, Bayer e Easynvest.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

pai filha cantinho bambu prêmios programa tv

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

979,881FãsCurtir
1,666,380SeguidoresSeguir
8,162SeguidoresSeguir
10,800InscritosInscrever

+ Lidas

Passarinho deficiente ganha sapatinhos ortopédicos para caminhar sem dor

Um passarinho com deficiência foi resgatado pela equipe da ONG norte-americana California Wildlife Center (CWC) enquanto perambulava com bastante dificuldade pelas ruas. O pequeno nasceu...

Evento no RJ oferece de graça 250 tattos que alertam sobre doenças e alergias

A cidade do Rio de Janeiro vai receber a maior convenção de tatuagens do mundo – a Tattoo Week – no Centro de Convenções...

Multidão canta e convence jovem a não se jogar de prédio em MG; assista!

Ao ver um jovem ameaçar se jogar do alto de um prédio em Patos de Minas (MG), uma multidão de pessoas – em especial,...

Quênia instala primeira usina solar que transforma água do oceano em potável

Atualmente, estima-se que 2,2 bilhões de pessoas (28% da população mundial) não possuem o devido acesso à água potável, o componente mais básico e...

Jovem mexicano cria torres que purificam o ar com a mesma eficiência de 360 árvores!

Um jovem mexicano desenvolveu uma torre autossustentável com microalgas capaz de filtrar o ar. A torre realiza o trabalho de 360 árvores. Carlos Monroy Sampieri,...

Instagram