Empresa capacita jovens para trabalhar com tecnologia e entrar no mercado

Todo mundo sabe que um lugar no mercado de trabalho passa necessariamente pelo domínio das novas tecnologias. A dificuldade é tornar esse conhecimento acessível principalmente para jovens de baixa renda.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sabendo disso, um curso está oferecendo capacitação para esse público. Mais do que inclusão digital, o objetivo é promover transformação social e econômica na vida desses jovens.

A Oracle, empresa de tecnologia, lançou o curso no fim do ano passado e os interessados já podem se inscrever. O programa ONE – Oracle Next Education oferece 30 cursos nas áreas de Tecnologia da Informação, Empreendedorismo, Criatividade e Inteligência Emocional.

Jovens fazem curso de tecnologia
Curso capacitará jovens de baixa renda nas áreas de Tecnologia da Informação, Empreendedorismo, Criatividade e Inteligência Emocional. Foto: ONE

São oferecidas 3 mil vagas e o curso é completamente online. As inscrições podem ser feitas pelo site da ONE. Os candidatos precisam ter no mínimo 18 de idade e comprovar que são de famílias pobres.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“A educação é um dos nossos pilares e acreditamos nela como impulso para a transformação da sociedade. Queremos oferecer a oportunidade para todos mudarem suas vidas. Hoje há uma lacuna de aproximadamente 300 mil profissionais de TI no Brasil. As vagas não estão sendo ocupadas por falta de especialização necessária. O ONE ajudará a reduzir esse impacto no mercado e, sem dúvida, incentivar ainda mais a inovação no país”, disse o presidente da Oracle do Brasil, Rodrigo Galvão.

Empresa capacita jovens para trabalhar com tecnologia e entrar no mercado 2
Ciee é um dos parceiros da ONE e vai encaminhar alunos para o mercado de trabalho. Foto: ONE

A preparação dura aproximadamente 6 meses e com 450 horas de aulas e conteúdo. Os interessados precisam pagar uma taxa de R$ 99,00. A cobrança do valor simbólico é para manter os alunos engajados até o fim das aulas.

Leia também: Designer oferece cursos gratuitos para jovens de baixa renda em SP

A Cogna Educação, uma das principais organizações educacionais do mundo, formada pelas instituições Kroton, Platos, Saber e Vasta Educação/Somos Educação, disponibilizará laboratórios de computação conectados à internet, em oito das unidades da Anhanguera Educacional, na Grande São Paulo, para os participantes inscritos no programa que não possuam esses recursos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E o mais legal é que a empresa firmou parceria com outras instituições e os alunos já podem concluir os cursos estando empregados. As parceiras do projeto são Alura, CIEE, Cogna Gerdau, Bayer e Easynvest.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

pai filha cantinho bambu prêmios programa tv

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,056,852SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Atriz negra interpretará Ariel em live-action de ‘A Pequena Sereia’

A Disney anunciou nesta quarta-feira (3) que a cantora de R&B Halle Bailey, de 19 anos, interpretará a princesa Ariel na versão live-action do clássico...

Mulher sem um olho adota cãozinho com a mesma condição

No final de junho, Maria Williamson foi baleada no rosto enquanto estava sentada em seu carro, no sinal vermelho e falando ao celular, no Alabama, Estados Unidos. "A...

Pais recriam fotos de mulheres negras com filha de 5 anos para empoderá-la

Marc Bushelle é um fotógrafo do Brooklyn, Nova York. Juntamente com sua esposa, Janine, eles resolveram recriar fotos de heroínas com sua filha Lily,...

Homem se fantasia de enfermeira e faz esposa sorrir antes do parto

A maioria dos homens não sabe o que fazer para ajudar suas esposas antes e durante o parto. Uma boa ideia foi a que...

Uruguai tem a primeira escola pública 100% sustentável da América Latina

A construção do edifício foi feita com materiais que iriam para o lixo, baseando-se em um princípio fundamental da bioarquitetura.

Instagram

Empresa capacita jovens para trabalhar com tecnologia e entrar no mercado 4