Um carioca, uma acreana e um cearense ensinam o jeito “certo” de chamar a mesma coisa

É Fruta do Conde ou Pinha? Arco de Cabelo ou Tiara? Peteca ou Bolinha de Gude? Feijão Marrom ou Feijão Carioquinha?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Num país tão diverso como o Brasil, é comum cada região usar um nome diferente para chamar um mesmo objeto ou uma mesma comida.

Nosso apresentador do Era Só O Que Faltava, o carioquíssimo Marcos Pinheiro convidou a influencer acreana do pé rachado Juh Vellegas e o cearense mais parisiense da França Max Petterson para dizer pra gente como eles chamam essas e outras coisas no seu cantinho do país.

A conversa tá bem legal, cheia de curiosidades – sabia que quem é carioca não come Feijão Carioquinha? –, deboche (Bolacha ou Biscoito?) e risadas em diferentes sotaques, dá o play e vem se divertir!

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) em

E aí, como você chama cada uma dessas coisas na sua terrinha? Compartilhe nos comentários!

E já que o papo é regionalidade, conheça cinco gírias cariocas pra você chegar enturmado na sua próxima viagem à Cidade Maravilhosa:

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) em

Ainda não segue o Era Só O Que Faltava? Clique aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

selo conteúdo original razões para acreditar

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,839,477SeguidoresSeguir
24,786SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Se esse fosse o último ano da sua vida, como você escolheria vivê-lo?

Tem um ditado que diz que a vida é boa pra quem gosta dela. E Zach Sobiech foi uma dessas pessoas, mesmo tendo todos os motivos...

Google Assistente agora sugere atos de gentileza

Ok Google, gentileza gera gentileza.

Lucas Lucco arrecada mais de R$ 200 mil em live de aniversário solidário

Cantor reverterá as doações em cestas básicas para periferias nessa quarentena, além de ajudar na campanha para tratamento de criança.

Delegados oferecem cursinho preparatório para carreira policial em São Paulo para quem não pode pagar

A bolsa de estudo inclui material e acompanhamento individualizado durante 6 meses.

Projeto resgata a autoconfiança de pessoas com deficiência através de aulas de bateria

  Em 2008 nasceu o projeto "Alma de Batera", que visa oferecer algo diferente e inovador para pessoas com deficiência. Aulas de bateria! Este trabalho desenvolve-se...

Instagram

Um carioca, uma acreana e um cearense ensinam o jeito “certo” de chamar a mesma coisa 3