Início SOCIAL Voluntariado Menina pede fogão ao Papai Noel e presenteia mãe que cozinhava na...

Menina pede fogão ao Papai Noel e presenteia mãe que cozinhava na lenha

A menina Ana Caroline Carneiro, 11 anos, escreveu escondida uma cartinha ao Papai Noel dos Correios pedindo um fogão para a mãe, Samara Carneiro dos Santos, 31 anos, que até então cozinhava na lenha.

“Eu vi que era muito difícil para ela chegar tarde e demorava para cozinhar porque não tinha fogão, então achei que ela precisava mais de um fogão”, disse Ana.

Ana ganhou o fogão e também um kit de material escolar das mãos do próprio Papai Noel para estudar ano que vem. A família mora em Palmas (TO).

A mãe de Ana afirma que ela não tinha falado nada sobre a cartinha. “Ela e a irmã um dia foram lá no Correios a pé, e não me contaram o porquê. Ana só me dizia que ia me dar um presente de natal, que Deus ia abençoar nossa casa“, afirma.

cartinha natal menina ganha fogão para mãe

Fogão

A família é composta pela mãe, Samara, o pai, Bento Lima, 48 anos, e cinco filhos com idades entre 8 e 12 anos. Eles passam por dificuldades financeiras desde que se mudaram para a capital do Tocantins há dois anos, em busca de tratamento para a doença renal crônica de Samara.

“Nós morávamos em Xinguara [PA], mas lá era muito difícil, precisava de hemodiálise direto é só conseguia há 380 km, então precisamos vim e moramos em uma casa cedida”, explica a dona de casa.

Bento Lima é diarista e faz bicos para sustentar a família. Nos últimos dois anos, a família precisou usar o fogão à lenha para cozinhar. Ana conta que, em meio à dificuldade, se manteve firme, acreditando que ganharia o presente, mesmo sem saber como. “Eu fico muito feliz porque eu foi uma grande surpresa e vai ajudar muito”, destaca.

Leia tambémCrianças cegas escrevem cartinhas em braile para o Papai Noel

Geladeira

Além do pedido de Ana, sua irmã, Anny Sofia, pediu uma geladeira em sua cartinha para o Papai Noel dos Correios.

A mãe das meninas explica que a geladeira de casa está com a porta quebrada. Quando é aberta, a porta cai.

A cartinha de Anny continua lá nos Correios, esperando ser ‘adotada’.

Campanha dos Correios

Muita gente se mobilizou para tornar o sonho de Ana possível.

Segundo a coordenadora da campanha Papai Noel dos Correios 2019, Roselma Dias Carneiro, um grupo considerável de pessoas se juntou para adotar o pedido do fogão, além de cuidarem de todo o transporte.

“Ficamos muito felizes em acompanhar as entregas porque é o momento em que tudo vale a pena, todo o trabalho esforço, dedicação, fazer uma entrega para alguém que realmente precisa, que vimos a real situação, é muito emocionante. Agradecemos a todos que adotaram uma cartinha e estão fazendo este sonho acontecer”, frisa.

Até o momento, 7 mil cartinhas foram cadastradas no sistema – desse total, 5,5 mil foram adotadas.

Assista à reportagem:

Leia também: Crianças trocam brinquedos por pedidos de trabalho para seus pais em cartinhas ao Papai Noel

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: Jornal do Tocantins/Fotos: Lia Mara/Jornal do Tocantins

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

982,391FãsCurtir
1,679,634SeguidoresSeguir
8,247SeguidoresSeguir
11,000InscritosInscrever

+ Lidas

Designer da UFMG cria embalagem sustentável de pasta de dente que pensa fora da caixa – literalmente!

Um projeto acadêmico liderado por Allan Gomes, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), repensa a maneira como as embalagens são dispostas aos consumidores...

Mãe pede pizza só para ver o filho entregar no primeiro dia de trabalho

Lindo gesto de amor da mãe para incentivar o filho no novo trabalho!

Pesquisadora de Manaus desenvolve plástico biodegradável a partir do cará

Quem já comeu sabe o quanto o cará é saboroso. O tubérculo, que é bem parecido com o inhame, é rico em fibras e...

Casal gay adota bebê com HIV que foi rejeitada por 10 famílias

Pouco depois de nascer, Olivia foi abandonada em um orfanato. Na fila de adoção, foi rejeitada por 10 famílias. O motivo? A menina é...

Pesquisadores do Paraná criam membrana capaz de desenvolver pele e ossos

O futuro da medicina está cada vez mais próximo do presente. No Paraná, pesquisadores da Universidade Estadual de Londrina criaram uma membrana que é...

Instagram