Casal acha mais de R$ 2,4 mil em avenida no Acre, faz ação na internet e encontra a dona

Alessandra Araújo e Márcio Jorge foram dois anjos na vida da comerciante Eliene Farias esse ano. O motoboy do pequeno comércio de Rio Branco (AC), levava uma quantia de R$ 2.420 até uma lotérica quando o dinheiro caiu do bolso e se espalhou por uma avenida da cidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Alessandra e Márcio, que vinham logo atrás, conseguiram parar o carro e juntar toda a quantia.

O motoqueiro passou e a gente viu os bolos de dinheiro caindo e ele não percebeu, foi embora. Atravessamos o carro na avenida, meu marido parou o trânsito e como ele estava fardado, as pessoas respeitaram, daí eu já desci e comecei a juntar. Conseguimos juntar tudo, era R$ 2.420, e aparentava ser tipo serviço bancário, porque estava separado em blocos com liga”, contou Alessandra.

Quanta sorte!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Alessandra conta que como pararam para recolher o dinheiro, ela e o marido perderam o motoboy de vista. Mas, foram até uma delegacia na região, registraram um boletim de ocorrência e deixaram a quantia com o delegado.

Leia também: Manobrista encontra carteira de idoso com R$ 1,5 mil e devolve o dinheiro

Sem saber se o dono iria aparecer, ela fez uma publicação no Facebook pedindo ajuda dos amigos. O post de Alessandra alcançou 480 compartilhamentos e um deles apareceu para Eliene Farias.

Olhei e disse ‘é o nosso dinheiro’, vi o papel do depósito”.

Veja o post:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As duas não se conheciam, mas Eliene fez questão de dar diversos detalhes sobre o dinheiro que havia perdido. Falou do comprovante e como havia separado todo o dinheiro. Alessandra, então, indicou a delegacia e a comerciante conseguiu recuperar tudo!

Fui na delegacia, levei os comprovantes do depósito que faço todo mês para meu filho que mora no Rio Grande do Norte e o delegado entregou. Graças a Deus, ela tem um coração muito bom, um coração enorme. É difícil achar pessoas que façam isso”, afirmou.

Eliene conta que o motoboy chegou chorando em sua loja, no bairro Sobral. Ele contou que só sentiu falta do dinheiro quando chegou na lotérica.

Ele chegou aqui chorando, desesperado e você fica sem saber o que fazer. Muita gente achou que ele estava com conversa, como que esse dinheiro iria cair do bolso dele, mas nós não porque conhecemos ele há muitos anos. Ele disse que só percebeu quando chegou na casa lotérica para fazer o depósito, quando colocou a mão no bolso e estava o canto mais limpo”, disse a comerciante.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Eliene ainda tentou retribuir de alguma forma o que o casal tinha feito, mas eles não aceitaram. Então, como forma de agradecimento, ela teve a ideia de montar sacolões de alimentos e vai doar para famílias carentes da cidade.

Veja também:

Internautas se solidarizam e vaquinha para vendedor de salgados humilhados bate R$ 75 mil:

 

FONTE: G1 – Acre

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,491,052SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Rapaz mobiliza redes sociais para achar dona de material escolar perdido em ônibus 

Na última sexta-feira (7), a auxiliar administrativo Jordana Silva esqueceu em um ônibus da linha São Terezinha/São Gabriel, em Belo Horizonte (MG), uma sacola...

Luisa Mell salva pitbulls de “rinha”: “Não consigo me conformar”

“N consigo aceitar o fato de tanta gente se comover, e os criminosos estarem soltos, livres para aproveitarem o ano novo e voltarem a cometer crimes."

Escola americana aboliu distinção de gênero nos banheiros do jardim de infância e do Ensino Fundamental

A escola americana Miraloma, em São Francisco, nos Estados Unidos, decidiu abolir a distinção de gênero nos seus banheiros. As placas que diferenciavam os...

Projeto mostra a realidade de crianças a partir de fotos tiradas por elas e ainda arrecada fundos para melhorar suas vidas

O projeto 100cameras nasceu em 2008 com a premissa de que as crianças veem o mundo com olhos bem diferentes dos adultos. Criado por...

Instagram