Casal já adotou 88 crianças especiais abandonadas por seus pais biológicos

Nas últimas quatro décadas, o casal Mike e Camille Gerardi adotou 88 crianças. O pediatra e a enfermeira se conheceram em 1973, no Hospital da Criança de Miami, na Flórida (EUA).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em todos esses anos, o casal viu muitos pais deixarem no hospital filhos que nasceram com doenças ou algum tipo de deficiência. Preocupados com o destino dessas crianças, Mike e Camille decidiram adotá-las. “Quando Mike me pediu em casamento, eu disse a ele que queria fazer uma casa para crianças e ele disse: ‘Eu quero seguir seu sonho’”, contou Camille à CNN.

[Matéria continua depois do vídeo abaixo]

Convidamos cinco mulheres que enfrentaram o câncer de mama para falar sobre suas experiências. Mas elas não sabiam que, durante a gravação do vídeo, seriam surpreendidas. Nesta linda homenagem, as filhas presenteiam suas mães com um sutiã especial (para quem viveu o câncer) acompanhado por uma prótese externa, uma espécie de enchimento que encaixa na lingerie. Assista o vídeo e prepare o lencinho:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A primeira adoção aconteceu em 1986. De lá pra cá, Mike e Camille acolheram 17 crianças diagnosticadas com síndrome de Down, síndrome de Zellwegger, com deformações no crânio, autismo, deficiências de desenvolvimento, lesões e outros distúrbios. Infelizmente, muitas delas tiveram doenças terminais. “As crianças que eu levei eram desacreditadas. Mas muitos deles sobreviveram”.

Através da Fundação Possible Dream, o casal ajuda outras crianças especiais e suas famílias. Até 2016, Mike e Camille já haviam adotado ou se tornado tutores de 88 crianças, sendo que 31 sobreviveram. Mike faleceu no ano passado, aos 73 anos, após ser diagnosticado com um câncer agressivo. Mas, Camille continua firme e forte na sua missão. Em sua casa na Geórgia, ainda moram 20 filhos. Os demais já são adultos, trabalham e constituíram suas famílias.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos: Reprodução Facebook

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,505,556SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Atleta ajuda sua adversária a completar prova depois de ter desmaiado

Há alguns dias na maratona de Dallas, bem no final da prova um pouco antes de cruzar a linha de chegada, a atleta Chanlder...

Professora ensina disciplinas em Libras a crianças carentes em Campinas (SP) e é reconhecida mundialmente

Uma professora de uma escola pública de Campinas (SP) vem se tornando referência mundial no ensino inclusivo. Doani Bertan dá aula bilíngue, leciona várias disciplinas...

Biblioteca Humana leva experiências pessoais narradas em vez de livros escritos

Em 2000, nasceu em Copenhagen, na Dinamarca, o projeto Biblioteca Humana, uma iniciativa da ONG Stop the Violence! Logo de cara, ao entrar no site, você lê a...

Megg Rayara: a primeira travesti negra a receber título de doutora no Brasil

A tese traz um estudo de caso com quatro professores negros, homossexuais e afeminados.

Publicitário cria plataforma que lista empresas que incluem pessoas negras em suas campanhas

De acordo com o Instituto Locomotiva de Ricardo Meirelles, até o final de 2017, a comunidade negra brasileira terá movimentado aproximadamente R$ 1,62 trilhões...

Instagram