Casal que adotou bebê com síndrome de down garante que ela é a alegria da casa

O casal Érika Benetti, 45 anos, e Carlos Benetti, 33 anos, estavam desde 2009 na fila de espera para adoção na Vara da Infância e Juventude.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quando, finalmente, uma ligação de uma psicóloga do Lar de Miriam colocou Natália, um bebê de 6 dias com Síndrome de Down, na vida deles e tudo mudaria para sempre.

Após três filhas de um outro casamento (21,24 e 26 anos), Érika que fez laqueadura, optou juntamente com seu marido pela adoção.

“A psicóloga nos ligou uma quarta-feira, mas na sexta-feira já queria uma resposta se ficaríamos ou não com a criança. Pensei muito, não conseguia nem trabalhar direito. A Érika me apoiaria em qualquer decisão”, explica Carlos.

“Neste curto espaço de tempo, uma noite o Carlos me convidou para jantar e me levou comprar um par de brincos para a Natália. Logo no dia seguinte fomos buscar ela, era 20 de dezembro de 2013”, conta Érika.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Hoje, com 2 anos, toda a família diz que ela é a alegria da casa. “Tudo na Natália é um aprendizado, ela nos ensina muito, só distribui amor”, diz a mãe.

“Talvez senão tivéssemos adotado, a Natália estaria ainda no Lar de Mirian. Hoje, se precisasse, faria tudo novamente, sem pensar duas vezes. Tem muito tabu em cima das crianças com síndrome de down”, conta o pai, que é técnico em mecânica.

“Existe um preconceito das pessoas infelizmente. A Natália faz tudo que qualquer outro bebê faz, é extremamente carinhosa. Tudo de bom que está acontecendo na nossa vida é por causa da nossa filha”, ressalta Érika, auxiliar de enfermagem no Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM).

Fonte: A Razão

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta aqui? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,067,715SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Experimento mostra bondade sem fim de morador de rua com um pai desesperado

"Só quem experimentou viver sem nada pode oferecer tudo", lê-se em um dos comentários neste vídeo compartilhado no Facebook. Em tempos que muitas notícias ruins e...

Nova campanha de carro tem duas versões idênticas com protagonistas feminino e masculino

Em nova campanha publicitária para o Renegade 2019, a Jeep apresentou o conceito "Seu Instinto é Jeep" com o curta-metragem "Instinto". A novidade é que...

Menina que escreveu carta ao Papai Noel pedindo cura de sua doença ganha R$ 20 mil em vaquinha para seu tratamento

A Ágatha emocionou muita gente na semana passada, quando escreveu uma cartinha para o Papai Noel pedindo a cura da sua doença de presente. Para...

Após perder o pai para o Parkinson, ele oferece passeios a idosos e pessoas com dificuldade de locomoção no Rio

Ele oferece a idosos e pessoas com dificuldades de locomoção momentos como aqueles que viveu com o pai.

Se esse fosse o último ano da sua vida, como você escolheria vivê-lo?

Tem um ditado que diz que a vida é boa pra quem gosta dela. E Zach Sobiech foi uma dessas pessoas, mesmo tendo todos os motivos...

Instagram

Casal que adotou bebê com síndrome de down garante que ela é a alegria da casa 2