Casal que adotou bebê com síndrome de down garante que ela é a alegria da casa

O casal Érika Benetti, 45 anos, e Carlos Benetti, 33 anos, estavam desde 2009 na fila de espera para adoção na Vara da Infância e Juventude.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quando, finalmente, uma ligação de uma psicóloga do Lar de Miriam colocou Natália, um bebê de 6 dias com Síndrome de Down, na vida deles e tudo mudaria para sempre.

Após três filhas de um outro casamento (21,24 e 26 anos), Érika que fez laqueadura, optou juntamente com seu marido pela adoção.

“A psicóloga nos ligou uma quarta-feira, mas na sexta-feira já queria uma resposta se ficaríamos ou não com a criança. Pensei muito, não conseguia nem trabalhar direito. A Érika me apoiaria em qualquer decisão”, explica Carlos.

“Neste curto espaço de tempo, uma noite o Carlos me convidou para jantar e me levou comprar um par de brincos para a Natália. Logo no dia seguinte fomos buscar ela, era 20 de dezembro de 2013”, conta Érika.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Hoje, com 2 anos, toda a família diz que ela é a alegria da casa. “Tudo na Natália é um aprendizado, ela nos ensina muito, só distribui amor”, diz a mãe.

“Talvez senão tivéssemos adotado, a Natália estaria ainda no Lar de Mirian. Hoje, se precisasse, faria tudo novamente, sem pensar duas vezes. Tem muito tabu em cima das crianças com síndrome de down”, conta o pai, que é técnico em mecânica.

“Existe um preconceito das pessoas infelizmente. A Natália faz tudo que qualquer outro bebê faz, é extremamente carinhosa. Tudo de bom que está acontecendo na nossa vida é por causa da nossa filha”, ressalta Érika, auxiliar de enfermagem no Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM).

Fonte: A Razão

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,850,069SeguidoresSeguir
24,983SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

‘Semáforo bailarino’ faz pessoas pararem mais nas ruas e aumenta a segurança do pedestre

Cidades são lugares perigosos, especialmente se você não toma o devido cuidado. Então a Smart, empresa por trás do carro smart original, teve uma...

Crianças, pais e professores se unem em projeto de carona a pé

Em Julho de 2015, a professora Carolina Padilha do Colégio Equipe, em Santa Cecília, região central de São Paulo, começou o projeto “grupo carona à...

Site aproxima vizinhos estimulando o empréstimo ou a doação de objetos

Criada em 2014, a plataforma também possui um aplicativo que está presente em todos os estados do Brasil, em mais de 12.500 cidades.

Médicos anunciam cura de 2º infectado com vírus do HIV da história

Um grupo de médicos da Inglaterra anunciou nesta terça-feira (10) que um paciente soropositivo foi curado do HIV (vírus da imunodeficiência humana) após ser...

Isto é o que acontece nas escolas da Holanda entre 8 e 8:30

Neste vídeo em timelapse é possível ver o horário de chegada de alunos na cidade de Den Bosch, na Holanda, entre 08h e 08h30. Trata-se...

Instagram

Casal que adotou bebê com síndrome de down garante que ela é a alegria da casa 1