48 anos depois, casal de idosos se reencontra em asilo e se casa

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO



Quem diria que depois de uma vida toda, onde você acha que tudo que já podia ter vivido já viveu, você reencontra o amor de adolescência, em um lar de idosos.

Pois foi isso que aconteceu com Adail de Souza Lima, de 62 anos, que reencontrou depois de 48 anos o seu amor da adolescência, o aposentado Bonifácio Gonçalves de Faria, de 86 anos, as informações são do G1.

Adail conta que está muito feliz, pois conseguiu casar com o homem de sua vida e que agora vão recuperar os anos de desencontros.

O casamento ocorreu com a ajuda de voluntários, na capela do lar São Vicente de Paulo, em Itapetininga (SP), local onde moram atualmente, tudo com muita emoção, com direito a igreja decorada, buquê e marcha nupcial.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Foi um dia muito especial. Não tem como não segurar as lágrimas. Eu sempre soube que ele era o homem da minha vida. Estávamos destinados a ficar juntos”, disse ela.

casal de idosos
(Foto: Lucas Cerejo/TV TEM)

O desencontro

Segundo a noiva, eles se conheceram quando ela tinha 14 anos e morava em Cruzeiro do Oeste, no Paraná, ele foi contratado para trabalhar de tratorista pelo cunhado de Adail e foi amor à primeira vista. Mas, a família não lidou bem com o relacionamento, pois na época ele tinha 39 anos, e ela era muito nova. Ele então mudou de cidade e desde então nunca mais se viram.

Bonifácio tentou encontrar Adail por muitos anos, mas não conseguiu encontrá-la.”Durante 15 anos eu procurei por ela, fui para São Paulo, Rio de Janeiro, mas nada. Pensei que nunca mais iria vê-la novamente”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Reencontro

Adail é viúva e mora no lar de idosos há 10 anos, e Bonifácio também ficou viúvo e foi levado para o asilo há dois anos. Mas, em um dia do passado, ele a viu sentada em um banco e assim que se viram já se lembraram do amor vivido no passado e começaram a namorar.

Depois de um tempo, quiseram oficializar a união, e contaram aos funcionários do lar de idosos, que prontamente se mobilizaram para fazer uma festa com tudo que eles tinham direito depois de tanto tempo separados.

Com ajuda de voluntários, a cerimônia aconteceu de forma emocionante, que nos lembra que um grande amor sempre pode acontecer, mesmo que para isso tenha esperado tanto tempo. Felicidades ao casal!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com informações do G1. 

Fotos: Lucas Cerejo/TV TEM

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,022,797FãsCurtir
2,170,377SeguidoresSeguir
11,599SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Batismo de bebê conta com bençãos de familiares católicos, espíritas, evangélicos e umbandistas

Quando completou três meses de vida, o pequeno Iago recebeu as bençãos de sua família, cada qual à sua maneira: uma avó é católica,...

Brasileira voluntária da 2ª Guerra Mundial é hoje voluntária na luta contra o Coronavírus

A dona Blandina era adolescente quando confeccionou luvas para os soldados brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira) que lutaram na 2ª Guerra Mundial. Lá se...

Jovens e agricultores se unem e abrem bibliotecas na zona rural da Paraíba

Eu já estou apaixonado por essa história antes mesmo de começar a contar pra vocês. Esse é um exemplo de que a união entre...

Com 4 filhos pequenos, dona de casa abandonada por marido recebe apoio de internautas

A jovem mamãe Andreza Santos Araújo, 23 anos, mora e cria sozinha seus quatro filhos pequenos em Várzea Grande, Mato Grosso. Desde que o...

Universitário de 92 anos se adapta à tecnologia e nos dá uma linda lição de resiliência e otimismo

Não existe idade certa para realizarmos nossos sonhos e o universitário Carlos Augusto Manço, que entrou na faculdade aos 90 anos, é um dos...

Instagram