Casal devolve celular perdido há 2 anos em praia de Natal

Honestidade não tem preço e nem data de validade. A história de um casal que devolveu um celular perdido dois anos atrás, numa praia de Natal, para seu dono é a prova disso.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em momento algum, José Barbosa de Lima e a esposa Riseuda Costa de Lima pensaram em ficar com o celular, para a felicidade de Kleiton Vieira Pereira, o proprietário do aparelho. As informações são do G1.

Kleiton perdeu o celular no dia 15 de abril de 2016 – era a primeira vez que ele visitava o litoral. Ansioso para seu primeiro mergulho, Kleiton entrou na água com o aparelho, protegido por uma capa à prova d’água.

RELACIONADO: Motorista de ônibus em Campinas encontra pasta de dinheiro e devolve ao dono sem pensar duas vezes

O vigilante não contava que a chance do celular cair na água com o choque das ondas no seu corpo era grande –foi exatamente o que aconteceu. Naquele momento, ele já tinha perdido todas as esperanças de recuperar o celular e menos ainda de que estivesse funcionando.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Isso até ele receber a mensagem do casal potiguar informando que o celular havia sido encontrado, que estava funcionando e que seria devolvido. A mulher do vigilante elogiou a postura de José e Riseuda em procurar o dono do aparelho para entregá-lo.

casal encontra celular perdido praia
Kleiton, a esposa e a filha com o celular recuperado. © TV Anhanguera/Reprodução

“Isso é uma prova que por pior que seja a situação ou como esteja, tem jeito, tem gente de bem no mundo. Tem gente que faz o bem sem olhar a quem, sem querer nada de volta.”

casal encontra celular perdido praia

Kleiton e a esposa moram em Aparecida de Goiânia, a mais de 2,5 mil km de distância de Natal, o que nos faz admirar – ainda mais – o gesto de José e Riseuda. O celular percorreu toda essa distância para chegar ao seu dono pelos Correios.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Desejo felicidades para eles por ter recuperado o telefone com umas fotos que ele ia mostrar para os amigos. Espero que ele goste. É uma coisa que não é da gente. Se fosse ficar com ele, ficava com a consciência pesada. E se alguém encontrasse um objeto seu e devolvesse você ia agradecer muito”, disse José.

Fotos © TV Anhanguera/Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,646,211SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Barbeiro troca corte de cabelo por agasalhos para moradores de rua

O barbeiro Geivison Carvalho abriu mão do pagamento para receber as doações, o gesto surgiu após se revoltar com vídeo em que um adolescente joga suco em morador de rua que se abrigava em lixeira.

Ela é a primeira professora com Síndrome de Down da Faixa de Gaza

Hiba Al Sharfa é a primeira professora com Síndrome de Down a dar aulas para crianças portadoras da síndrome na Faixa de Gaza. Uma conquista importante, que merece ser celebrada, pois agora as crianças se sentem representadas na sala de aula.

A história de Carlos e Osmir, um casal que adotou quatro irmãos em Pernambuco

Um casal apaixonado que, ao longo de quase três décadas, construiu uma relação baseada no respeito e no amor e alimentou o sonho de...

O sobrenome desses cães é aventura

Os cães são conhecidos por sua lealdade, por isso não deveria ser nenhuma surpresa que o melhor amigo do homem é também um companheiro de...

Startup produz embalagens biodegradáveis feitas a partir da mandioca

O produto é estranho: tem textura de isopor e gosto de biscoito de polvilho - ao mesmo tempo, não é comida, é uma bioembalagem. Mas...

Instagram