Casal abre mão do sonho da festa de casamento e destina dinheiro para construir escola na África

Um ato de altruísmo para nos inspirar e encher de motivação em fazer o bem. Quem um dia sonhou com um casamento sabe o quanto a festa com todos os convidados significa. Mas um casal abriu mão de tudo isso para levar alegria a muito mais pessoas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A cearense Taina Pessoa noivou há um ano e quatro meses com o carioca Renato Marques. Tudo estava sendo planejado para o casamento nos mínimos detalhes, desde buffet a decoração, local, banda. Mas, tudo mudou depois de uma viagem do casal ao continente africano em janeiro deste ano.

“Aqui no Brasil a gente vê pobreza, situações difíceis, mas lá na África é uma miséria ao extremo, principalmente nas aldeias onde a gente passou. Já voltamos com a ideia de não fazer casamento e sim algo para deixar um legado. Assim surgiu a ideia de construir a escola”, disse Tainá.

A festa de casamento iria custar cerca de R$ 100 mil, valor que será investido na campanha para a construção da escola em Matuba, aldeia de Moçambique onde eles participaram de uma missão humanitária na viagem que fizeram. A única escola do local é numa estrutura de taipa, sem energia elétrica, e com banheiro comprometido.

Somos filhos de professores e sempre tivemos a educação como ponto prioritário na nossa vida. E daí a gente decidiu construir a escola e começamos a ver projeto e o local da construção. Lá a gente já olhou e pensou ‘aqui dá um escola”, disse Tainá.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Homem e mulher abraçados de costas vendo o por do sol
Tainá e Renato querem deixar legado além da festa. Foto: Arquivo pessoal

Idosa que mora em casa que corre risco de desabar, ganhará um novo lar com vaquinha. Contribua!

Casal suspendeu lista de presentes e criou vaquinha para o projeto

Para colocar a ideia em prática, o casal informou aos convidados do objetivo e suspendeu a lista de presentes, mas criou uma vaquinha para o projeto. Tanto os convidados da cerimônia, como qualquer pessoa que quiser, podem ajudar nos novos planos do casal. A meta é arrecadar R$ 220 mil, e a cada R$ 1 doado, o casal doa o mesmo valor.

Eles procuraram a Organização Humanitária Fraternidade sem Fronteiras (FSF) para apresentar a proposta e a previsão é que a escola fique pronta em um ano e meio. “A gente quer que todo mundo que ajudou, todo mundo que doou e vem participando, vá para África junto com a gente para a inauguração dessa escola. E a gente quer fazer uma festa de casamento com eles e aquela celebração bonita deles”, disse.

A cerimônia religiosa da união entre os dois acontece neste sábado, 7. “Abrimos mão da nossa festa por um bem maior que é a educação porque ela é que move a gente e dá possibilidade de sermos diferentes. A cerimônia vai ser bem simples, mas é isso mesmo. Vamos atrás que vai dar certo”, finalizou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Gente, já sou fã desse casal!

Fonte: Diário do Nordeste

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,843,411SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Ajudando animais feridos, fotógrafa percebe o quanto somos parecidos com eles

A fotógrafa Annie Marie Musselman criou uma série de fotografias que vai aquecer seu coração, principalmente se você for um animal lover. Chamada de “Finding Trust“, a...

Multilaser doa tablet para bebê que tem AME e vive acamada em hospital se desenvolver brincando

Quanto amor cabe no coração? No coração da dona Iranete, tem amor de sobra e que sorte a Pérola receber todo esse amor 24...

Mãe comemora que filho autista foi à farmácia sozinho e relato viraliza

Atravessar a rua, dançar numa festa, ir a uma farmácia, enfim, realizar todas essas ações, sozinho, sem depender de alguém, pode não significar tanto...

Jovens aprendem técnicas de grafite e dão vida a ruas de bairro na periferia de Salvador

As aulas empoderam as crianças e adolescentes envolvidos, ajudando na superação da timidez e elevação da autoestima.

Instagram