Início INSPIRAÇÃO Amor Casal gay comove internautas após conseguir guarda definitiva do seu filho

Casal gay comove internautas após conseguir guarda definitiva do seu filho

“Carta para William”. É com esse título que começa a carta do casal Deberth Araújo e Guilherme Gatto, de Natal/RN, para o mais novo membro da família, o pequeno Will.

A carta fala sobre todo o processo de adoção, a luta do bebê contra 11 internações por pneumonia… E o sentimento do casal de ter sido acolhido por Will. “Nós que estávamos sendo escolhidos. É inexplicável.”

Dizem que quando uma criança nasce, nasce uma mãe também. Quando uma criança é adotada, um pai ou uma mãe é adotado também. Talvez, isso explique o sentimento de Deberth e Guilherme. A sensação de ser acolhido é uma das mais nobres e belas que podemos experimentar.

O casal se conhece há quatro anos, mas mora junto há apenas 3 meses. “Tivemos [que] apressar as coisas e morar juntos pra cuidar do Will”, disse Deberth ao Razões para Acreditar. “Will já está muito melhor dos problemas de saúde e agora é só felicidade.”

O trâmite da adoção de Will foi rápido, já que o casal não impôs nenhuma restrição na ficha de cadastro de adotantes, como a cor, idade, sexo ou quantidade de irmãos da criança.

“Will tinha alguns problemas de saúde que exigiam muito cuidado, já havia sido internado 11 vezes por pneumonia com apenas 1 ano de idade. Além disso, [tinha] algumas alergias e asma. Assim, estávamos no “fim da fila”, mas pulamos bem pra frente e ele veio pra gente.”

A reação à carta nas redes sociais surpreendeu Deberth, pois ela surgiu de uma vontade de contar para os amigos distantes do casal que eles conseguiram a guarda definitiva de Will. “Foi uma grande surpresa tanta mensagem positiva. Tentei acompanhar os comentários, mas não consegui, são centenas a cada hora (um dia vou ler todos).”

“Valeu muito a pena ter compartilhado [a adoção] com essas pessoas, foi uma troca incrível de energia com pessoas que nem conheço. Me restaurou a esperança em dias melhores.”

Confira a carta na íntegra:

CARTA PARA WILLIAM

Quando soube que você vivia entre orfanato e hospitais, sozinho, sem família, tão pequeno, já com 11 internações por pneumonia e várias alergias, senti um misto de chamado e medo. De um lado, algo me dizia para ser seu “herói” e te salvar; do outro, o medo da maior responsabilidade da minha vida. Mas no primeiro abraço (foto) vi que era eu quem seria resgatado e salvo. Nós que estávamos sendo escolhidos. É inexplicável.
Foram 3 meses de guarda provisória, noites mal dormidas, preocupações, remédios, mas sua melhora e o fim das internações nos deram certeza que o amor cura e hoje estamos comemorando sua guarda definitiva. Você foi nossa melhor escolha. Mas é você quem nos escolhe a cada noite quando só dorme se segurar nossa mão, ou quando nos acorda para cantarmos pra você, ou quando corre para nosso colo quando tem medo. E a gente precisa corresponder protegendo-o, pois um dia a vida vai se abrir selvagem, e vai ver que o mundo não é um lugar bonito como deveria. Há talvez mais pessoas que vão apontar do que estender a mão, mas faremos o possível para você não ver esse lado da vida até que tenha idade pra entendê-la e ver que pessoas, muitas vezes, colocam suas convenções acima de caráter e amor porque são limitadas. Você deve perdoá-las, mas jamais se anular baseado no que uma sociedade cheia de contradições diz que é aceitável. Acima de tudo, sempre se respeite como você é, pois, de fato, a pior violência é a que cometemos contra nós mesmos.
Sabe, Will, você chegou no mesmo ano que perdi meu pai, seu avô, e imagino como ele teria gostado de fazer seus gostos. Agora compreendo aquele amor infindo, que uma vez me disse que eu poderia ser o que quiser, não tivesse medo, e me abraçou quando achei que seria rejeitado. Este depoimento publicado é para que você aprenda que falar a verdade em voz alta nos torna livres, e ser quem somos é o maior ato de coragem. Por um tempo esqueci disso, mas você me resgatou, me salvou de todas as formas possíveis e me ensinou o que é ser pai. Jamais esqueça que Família, de sangue ou por escolha, é quem te ama sem cláusulas. Família não é apenas quem te tolera, é quem te compreende e acolhe; Família é quem estará lá quando o chão faltar. Família não é apenas quem te aceita, é quem abraça e diz “eu te amo”. Jamais permita que a mesquinhez humana que aponta e condena te diga como você deve ser. Nós sempre te amaremos pelo que você é, e se o mundo insistir em te magoar nosso abraço será sempre um lugar seguro onde você jamais se sentirá só novamente. Não podemos escolher o início dessa estória, mas podemos traçá-la daqui pra frente. Construa um mundo em que valha o amor e o caráter, e que as diferenças não separem as pessoas. É o valor que mais quero te passar. Te amo, MEU FILHO!

Foto: Facebook / Deberth Araújo – Reprodução autorizada

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

980,112FãsCurtir
1,668,672SeguidoresSeguir
8,179SeguidoresSeguir
10,900InscritosInscrever

+ Lidas

Médico faz desenhos em curativos de crianças após cirurgias

O cirurgião pediátrico Robert Parry sempre tira um momento após uma cirurgia para garantir que uma cicatriz não seja a única lembrança duradoura do...

Mãe pede pizza só para ver o filho entregar no primeiro dia de trabalho

Lindo gesto de amor da mãe para incentivar o filho no novo trabalho!

Passarinho deficiente ganha sapatinhos ortopédicos para caminhar sem dor

Um passarinho com deficiência foi resgatado pela equipe da ONG norte-americana California Wildlife Center (CWC) enquanto perambulava com bastante dificuldade pelas ruas. O pequeno nasceu...

Fotógrafo capta momento em que esquilo cheira flor amarela e imagem viraliza

As fotos foram publicadas no Instagram e Facebook há quase dois meses, mas só agora viralizaram na internet.

Policial dá banho em cachorro que desmaiou de calor nas ruas de Joinville

"Tenha certeza de que este cãozinho ficou muito grato por você ter ajudado”, comentou um internauta.

Instagram