Casal lésbico se reveza na amamentação e mostra que não precisa parir para produzir leite

A fotógrafa Lacey Barrat, que vive em Melbourne, na Austrália, publicou na sua página no Facebook fotos de um casal lésbico, Steph e Caire Eden Mcllroy, que decidiu dividir a experiência de amamentar a filha recém-nascida. A ideia é conscientizar casais LGBTs sobre a amamentação dos seus filhos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Podemos falar sobre como isso deveria ser NORMAL? Ter um desejo de compartilhar a responsabilidade com seu parceiro é normal e POSSÍVEL. Senhoras, vocês sabiam que não precisam ser mãe biológica para amamentar?, escreveu a fotógrafa. “Casais masculinos do mesmo sexo, vocês sabiam que podem encontrar uma mulher para amamentar o seu bebê? As possibilidades são infinitas, e devem ser respeitadas como um casal heterossexual é”.

Leia também:

Desconhecido paga compras de idosa após ela ter cartão recusado em mercado

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Instituto faz chamada pública para inscrições de projetos sociais em educação

Menino de 5 anos corta o cabelo igual do amigo para tentar enganar professora

Claire foi quem deu à luz a menina, em janeiro, mas as duas alimentam a filha. Isso graças à uma técnica chamada “indução à lactação”. No caso de Steph, ela usa uma bomba de sucção para estimular seus seios a produzirem leite. Ela também toma remédios para estimular a prolactina, hormônio que desencadeia a produção de leite materno.

“É totalmente normal e confortável e algo que fazemos todos os dias em nossa casa e queríamos sensibilizar os casais do mesmo sexo”, disse Claire ao Daily Mail Australian. “Mesmo sem carregar uma criança, você ainda pode nutrir e alimentar seu filho do seu corpo”.

Casal lésbico se reveza na amamentação da filha

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Casal lésbico se reveza na amamentação da filha 2

Casal lésbico se reveza na amamentação da filha

Casal lésbico se reveza na amamentação da filha 3

Como é no Brasil?

Por aqui, a indução é feita geralmente por meio da oferta de leite artificial ou materno, através de um cateter acoplado externamente ao seio, ao mesmo tempo que o bebê suga o peito.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A sonda conduz o líquido, armazenado em um recipiente, até a boca da criança, por conta da sucção. Esse tipo de amamentação também estimula o organismo da mulher a fabricar leite depois de um tempo, pois, à medida que o bebê suga o peito, mais líquido é produzido.

Com informações do Uol e HUFFPOST / Fotos: Reprodução/Lacey Barrat

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,784,743SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Irmãos cadeirantes que se separaram em fuga da Síria se encontram 6 anos depois

O sonho de Alan Mohammad, de 31 anos, torna-se realidade: ele finalmente reencontra sua família que havia sido separada pelo conflito na Síria.

Jovem com paralisia cerebral levanta quase 100 Kg e quebra o próprio recorde

Inspiração para aqueles momentos em que pensamos em desistir. 🙏

Vó Bezinha: conheça a vovó que conquistou a internet com sua doçura e simplicidade

Me diz que eu posso ser seu neto, vó Bezinha! Duvido que essa não vai ser a sua vontade também depois de conhecer o...

Estudantes cearenses vencem prêmio nacional de tecnologia​ com robô que ajuda agricultores

O prêmio "Respostas para o Amanhã", promovido pela Samsung, teve o primeiro e o segundo lugar ocupados por dois grupos de estudantes lá do...

Filha escreve carta e junta economias para ajudar os pais a comprar casa

Ao ver a angústia dos pais em não conseguir comprar uma casa, uma menina de 10 anos decidiu agir e não somente juntou todas...

Instagram