Casal de venezuelanos cegos rejeitado em trabalho é contratado por uma das maiores clínicas de massagem de SP

Um ano atrás, o casal venezuelano José Gregório, de 44 anos, e Griciel Carol, de 34, foram rejeitados ao procurarem uma vaga de trabalho. Agora eles estão empregados em uma das maiores clínicas de massagem de São Paulo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Está muito bom, graças a Deus! Muito melhor que antes e de quando estávamos na Venezuela. Nós nos estabelecemos aqui”, disse Carol.

Ela, que é formada em Turismo, e José, que cursava Fisioterapia, trabalhavam com projetos de tecnologia e mobilidade para pessoas cegas na Venezuela.

casal de venezuelanos cegos com roupa de massagem em clínica
Foto: Divulgação

O casal está no Brasil há quase três anos, desde que veio da Venezuela. Eles vieram por Roraima e ficaram no projeto abrigo Refúgio 343. Depois conseguiram alugar uma casinha em São Paulo por meio de seus padrinhos no projeto, Luciene e Daniel.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por falta de acesso ao tratamento, Carol teve perda total da visão na adolescência por conta de um glaucoma. José também perdeu a visão na adolescência em decorrência de uma doença chamada retinal hereditária.

No Brasil, eles se especializaram através de um projeto (Serenidade do Toque) em Quick Massage, Reflexologia Podal e Massagem Clássica, tudo para conseguir emprego. Mas nas oportunidades que batiam à porta eram rejeitados por serem cegos.

Massagistas de branco fazendo massagem em mulheres em clínicas de spa
Foto: Divulgação

Obrigado, nós não precisamos de cegos”, foi o que ouviram de um empregador. Além disso, Carol já recebeu oferta para trabalhar com massagem íntima, numa clara demonstração de preconceito, misoginia e xenofobia.

Venezuelano cego fazendo massagem em mulher
Foto: José se especializou em massagem. Foto: Divulgação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Venezuelana cega vestida de branco fazendo massagem em mulher
Carol aprendeu sobre massagem para arrumar emprego no Brasil. Foto: Divulgação

Com toda essa situação, o Razões para Acreditar realizou uma vaquinha online através do VOAA para o casal. Com o dinheiro arrecadado, eles conseguiram manter o aluguel da casa, mobiliar a moradia, manter a família, que também conta com a mãe de Carol, Dona Haiide, de 66 anos, e ir em busca de uma vaga de emprego.

Três pessoas sentadas em banco na sala
Dona Haiide, mãe de Carol, também mora com o casal. Foto: Arquivo Pessoal.

“Conseguir um trabalho não é tarefa fácil, quando você é um refugiado e ainda carrega a deficiência visual, as barreiras se tornam quase impossíveis de serem superadas”, disse Daniel, o padrinho do casal que os acompanhou até a conquista do emprego.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Hoje eles já pensam até em comprar a casa própria. “Queremos ter uma coisa já para nós. Uma coisa mais estável“, disse Carol.

Venezuelano cego fazendo massagem em pé de mulher

E tem mais: a Manuia SPA lançou descontos para os clientes que quiserem fazer massagem com José e Carol e vai destinar uma parte dos valores pagos pelos serviços com eles para o projeto abrigo 343, que deu guarida ao casal e a tantos outros imigrantes.

O bem é uma corrente que divide e multiplica né?! Mandaram bem demais, Manuia!

Casal de venezuelanos cegos rejeitado em trabalho é contratado por uma das maiores clínicas de massagem de SP 1

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Casal de venezuelanos cegos rejeitado em trabalho é contratado por uma das maiores clínicas de massagem de SP 3

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,971,659SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Como a meditação reabilitou presidiários na maior prisão da Índia

A maior parte dos presos, submetem-se a uma profunda mudança, vendo o fato de estarem encarcerados como o recomeço de uma nova vida.

Terrenos baldios revitalizados reduzem a depressão

Mais uma razão para juntar a turma e revitalizar o terreno baldio perto de casa, né? 😉

Mulher grávida entra no Tinder e no 4º encontro o parceiro já estava indo acompanhá-la no parto

Para a maior parte das pessoas, a ideia de um encontro gira em torno de uma noite no cinema ou comer algo em um...

Sem braços? Sem pernas? Sem problemas!

Se você é daqueles que desiste fácil ou nem tenta fazer algo por achar que não vai conseguir, eu acredito que seja válido você...

Mãe pede para filhas deitarem no chão para “carregar” pijama: truque para elas dormirem

"Disse para elas que os pijamas eram capazes de brilhar no escuro à noite apenas se elas ficassem completamente imóveis sob a luz do quarto para carregá-los", disse a mãe, aos risos.

Instagram

Casal de venezuelanos cegos rejeitado em trabalho é contratado por uma das maiores clínicas de massagem de SP 4