Casal de ucranianos resgata animais deixados para trás por fugitivos da guerra

Para além do próprio casamento, nada poderia ter unido mais o casal Leonid e Valentina Stoynov do que o amor pelos animais e pelo trabalho voluntário.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Há anos, eles dedicam suas vidas a cuidar e proteger animais selvagens que vivem na Ucrânia por meio da iniciativa Vet Crew.

“Nós, seres humanos, somos a raiz da grande maioria dos problemas que o mundo animal enfrenta hoje. No entanto, ao mesmo tempo, somos a única espécie forte e consciente o suficiente para fazer a diferença e ajudar a salvá-lo!”, afirma Valentina, que ao lado do marido usa essa frase como lema no dia a dia de voluntariado.

View this post on Instagram

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A post shared by Leonid & Valentina Stoynov (@vet.crew)

O trabalho do casal ganhou novas dimensões desde o dia 24 de fevereiro, quando o exército russo invadiu a Ucrânia, dando início a um conflito catastrófico ainda em andamento.

Encurralados em Odessa, no sul ucraniano, cidade que inclusive foi alvo de mísseis destrutivos, Leonid e Valentina viram em primeira mão milhares de pessoas partindo às pressas para países vizinhos e deixando seus animais de estimação para trás.

Esse abandono infelizmente é uma realidade comum em meio à guerra. De acordo com o Acnur, a Agência da ONU para Refugiados, isso acontece porque os tutores não sabem se os seus animais serão aceitos nos países em que buscam refúgio, e optam por deixá-los para trás.

Pensando nisso, Valentina e o marido têm feito o possível para evitar que eles fiquem abandonados. Nos últimos dias, eles resgataram dezenas de pets que ficaram para trás enquanto conscientizam a população nas redes sociais – onde contam com enorme alcance e engajamento, – incentivando os tutores a levaram seus bichinhos consigo ou deixando-os em abrigos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Gritos e bombardeios podem ser ainda mais assustadores para quem não entende o que está acontecendo”, afirmaram em um post no Instagram. Eles também ofereceram ajuda para orientar como é possível sair do país levando seus animais. Países como Polônia, Bulgária e Moldávia aceitam animais de estimação com poucas exigências.

View this post on Instagram

A post shared by Leonid & Valentina Stoynov (@vet.crew)

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo Leonid, a Romênia e a Eslováquia também estão permitindo que cidadãos ucranianos atravessem as fronteiras com seus pets até sem os documentos veterinários. Ou seja: não há necessidade alguma de deixá-los para trás.

Hoje, a principal ferramenta do casal é a conscientização pelas redes sociais, já que eles não possuem condições financeiras para abrigar tantos animais. Ainda assim, o casal tenta fazer o que pode.

“Não importa a situação, seguiremos fazendo o nosso trabalho. Ficaremos em Odessa e estamos aceitando animais em caráter de emergência“, afirmou Valentina, acrescentando que o abandono é “fatal” para eles, seja devido à fome, seja devido ao conflito que a Ucrânia está imersa.

A história de Tosya

Leonid e Valentina atribuem seu sucesso no Instagram, onde contam com quase 200 mil seguidores, à história de resgate de Tosya, um filhote de macaco que está sob supervisão e tratamento deles.

Casal de veterinários ucranianos resgata animais abandonados em meio à guerra

O macaco foi encontrado em um zoológico em péssimas condições de saúde e era vítima frequente de maus-tratos.

Seu resgate ocorreu no mesmo dia em que o casal de veterinários transportava um leão de 9 meses chamado Simba para uma clínica de reabilitação.

Ao se depararem com a situação de Tosya, Leonid e Valentina conseguiram autorização para levá-lo com eles.

Casal de veterinários ucranianos resgata animais abandonados em meio à guerra

“Tosya não é um animal de estimação. Ele é um garoto resgatado de um zoológico terrível. Foi tirado de sua mãe aos dois meses de idade e vendido para ‘trabalhar’. Um macaquinho fofo que trouxe um bom dinheiro para o dono do zoológico”, escreveram em sua conta oficial no Instagram.

Devido à fragilidade do macaquinho, ele precisará de cuidados por toda a vida. Desde então, ele vive como um verdadeiro animal de estimação na casa dos veterinários.

Fonte: O Liberal
Fotos: Reprodução / Instagram: @vet.crew

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM








Casal de ucranianos resgata animais deixados para trás por fugitivos da guerra 2

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
5,142,486SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Estudante maranhense de 17 anos cria bioplástico feito de buriti, planta típica da Amazônia

“O que me moveu foi a vontade de mudar”. É assim que a estudante Ana Beatriz de Castro Silva, 17 anos, resume sua trajetória...

Casal improvisa panela para ir ao próprio casamento após enchente na Índia [VIDEO]

Se a vida te der um limão, faça uma limonada. Um casal precisou improvisar para ir à própria cerimônia de casamento nesta segunda-feira (18). Após uma...

Avó topa fazer ensaio vestida de Chiquinha com o neto fotógrafo e faz o maior sucesso! [VIDEO]

A Chiquinha mais fofa! 👧🏻 Com o apoio da avó, o fotógrafo Thalles Lima, de Varginha (MG), conhecido por seus ensaios fotográficos caprichadíssimos e criativos,...

Estudante cria dispositivo que ajuda menina a tocar violino com uma mão só

O estudante desenvolveu um dispositivo que permite à pequena Neriah Rhodes tocar violino.

Pizzaria social que emprega ex-presidiários que já cumpriram pena é inaugurada em SP

Foram anos de preparações e ajustes burocráticos até a Pizzaria Social Opportunitá abrir as portas nesta segunda-feira (25). Ao todo, 12 funcionários foram contratados...

Instagram

Casal de ucranianos resgata animais deixados para trás por fugitivos da guerra 3