Juíza celebra casamento homoafetivo com bandeira LGBT e bolo para noivas

Em uma decisão inédita até então na América Latina, o STF julgou constitucional a união estável entre casais homoafetivos em 2011, reconhecida em cartório. Dois anos depois, estes casais passaram a ter o direito de converter a união estável em casamento civil a nível nacional.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na semana passada, uma linda história se desenrolou no fórum de Bonito, município a cerca de 300 quilômetros de Campo Grande. A comarca do município recebeu pela primeira vez um casal de duas mulheres para converter a união estável em casamento civil.

Sensibilizada pela ocasião, a juíza Adriana Lampert resolveu fazer uma surpresa para as pombinhas e colocou sobre sua mesa a bandeira do arco-íris, símbolo da comunidade LGBTQ durante a cerimônia de conversão.

Para celebrar casamento homoafetivo, juíza estende bandeira LGBT e faz bolo para noivas

“Judicialmente esse foi o primeiro casamento na minha comarca e eu tive que valorizar esse momento. Em tempos de neoconservadorismo, elas duas se abriram, enfrentaram de cabeça erguida o preconceito e lutaram por um direito que é delas. Então, eu pensei em como conseguir uma bandeira e um bolo colorido”, explicou a juíza, ao site Campo Grande News.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Adriana conta que não sabia se as noivas iriam gostar da surpresa. “Como eu não sabia se teria a aceitação delas, no primeiro momento, eu deixei a surpresa no gabinete. Assim que oficializamos a união, eu pedi autorização para comemorar elas”, revelou.

O casamento também contou com um belíssimo bolo feito com as cores do arco-íris. Segundo Elaine Ferreira de Sousa e Cleusa Rosa Alves, agora recém-casadas, a gentileza da juíza selou a cerimônia com ‘chave de ouro’.

“O preconceito é muito explícito, inclusive, em casamentos civis do cartório. Quando a gente decidiu casar judicialmente, eu pensei que seria da mesma forma. Não esperava esse acolhimento por parte de uma juíza. Ficamos muito felizes”, descreveu Eliane.

Leia também: Após casamento, casal LGBT deixa as ruas e ganha casa própria

Compartilhe o post com seus amigos!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: Põe na Roda/Fotos: Reprodução

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,850,069SeguidoresSeguir
24,964SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Professora imita penteado de aluna e encoraja sua autoestima

Leigha prometeu a uma de suas alunas que iria 'copiar' o penteado de trança com coque da pequena – que ela tinha acabado de adotar – porque achou seu estilo 'o máximo'.

Conheça o garoto Robby Novak e sua missão: inspirar o mundo e torná-lo menos chato

Robby Novak, ou Kid President, como é mais conhecido, tem uma missão divertida: tornar o mundo um lugar mais incrível. O garoto, de 11...

Humanos reproduzem as danças de sedução que os animais fazem na natureza

Eles interpretam o acasalamento de animais de diferentes espécies, como os lobos, os flamingos e caranguejos, com movimentos de dança que celebram o amor!

Giorgio Armani anuncia que não usará mais peles de animais nas suas coleções

A decisão é uma conquista de anos de luta de várias organizações protetoras dos direitos dos animais. A Giorgio Armani se junta ao time de grifes formado pela Hugo Boss, Calvin Klein, Tommy Hilfiger e Ralph Lauren que aboliram o uso de peles nas suas coleções.

Instagram

Juíza celebra casamento homoafetivo com bandeira LGBT e bolo para noivas 3