Catador que estudava com livros doados é aprovado em 2º lugar em curso de Medicina

Estudando com livros doados, o catador de recicláveis, Joel Silva, de 22 anos, foi aprovado em 2º lugar no curso de Medicina da Universidade Federal do Pará (UFPA). Por que decidiu fazer Medicina? Para ajudar as pessoas de sua comunidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O rapaz mora na periferia de Belém e tirou uma nota ponderada de 826 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A UFPA é velha conhecida de Joel. Ele estudava Direito na mesma instituição, mas teve que abandonar o curso para trabalhar e poder ajudar sua família.

Sabia que agora o Razões tem um livro? O Que Eu Aprendi Até Agora 50 Conselhos Inspiradores Para Uma Vida Cheia de Razões Para Acreditar! está em pré-venda até 15/08. Comprando o seu exemplar, você doa outro para crianças em situação de vulnerabilidade, clique aqui

Os pais do futuro médico ganham a vida como catadores de recicláveis há mais de 15 anos e sempre sonharam com um futuro diferente para o filho, incentivando-o nos estudos desde pequeno.

“Eu sempre fui incentivado a buscar a leitura. Como sou de uma área periférica, tinha poucas opções de lazer, e meu hobby se tornou ler”, conta.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Rotina desgastante

A resiliência de Joel foi colocada à prova. Acordava junto com o sol, às 6h, para se arrumar, tomar café e trabalhar. Depois de um dia de trabalho exaustivo, começava estudar às 19h e só parava entre 22h e 23h.

Por sorte, sua caminhada não foi solitária e Joel pode se orgulhar de ter colegas de trabalho que o ajudaram a realizar seu sonho.

“Na cooperativa, eles têm roteiro fixo, passamos por determinadas ruas e batemos de porta em porta, conversando com moradores, coletando material. E sempre tem uma relação de confiança. E nessa situação, sempre tinha algumas pessoas com empatia, que queriam saber de nós. Muitos se solidarizaram, e alguns doavam material. Foi com eles que me preparei”, diz.

Medicina para quem precisa

Daqui a alguns anos, ele poderá retribuir a ajuda que recebeu cuidando das pessoas de sua comunidade.

“Aqui tem várias especialidades médicas que é bem difícil conseguir uma vaga. Precisamos de apoio, e quero ajudar”, afirma.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Joel venceu a batalha duríssima por uma vaga em um curso extremamente disputado. Porém, tem outro desafio pela frente, que é se manter no curso. A evasão é uma realidade comum a muitos estudantes de baixa renda.

Joel sabe disso, mas vai lutar para ser vitorioso, mais uma vez. Se depender da nossa torcida, o diploma de médico está garantido! 👊

Sabia que agora o Razões tem um livro? O Que Eu Aprendi Até Agora 50 Conselhos Inspiradores Para Uma Vida Cheia de Razões Para Acreditar! está em pré-venda até 15/08. Comprando o seu exemplar, você doa outro para crianças em situação de vulnerabilidade, clique aqui

Fonte: UOL

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele nem tinha dinheiro pro vestibular e se tornou o médico da família 👇

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,777,821SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Moradores de rua ganham dia de beleza e kits de higiene em Goiânia

“Levar mais que cuidados básicos para a população carente, mas também dar um pouco de carinho para essas pessoas que tem uma vida tão restrita”, afirma a idealizadora do projeto.

Fotógrafo faz ensaio apaixonante de casal junto há 60 anos

O fotógrafo Victor Adp fez um ensaio que celebra e, de certa forma, parabeniza (algo tão raro hoje) a maturidade do amor de um...

Coronavírus: o mundo emite menos de 1 milhão de toneladas de CO2 por dia

Mais um caso do impacto positivo que a pandemia do coronavírus está causando no meio ambiente. Publicamos recentemente o caso dos canais de Veneza que...

Padre entrega casa feita com dinheiro do dízimo para família carente

O presbítero Deivid Franklin, 29, responsável pela Paróquia de Nossa Senhora das Graças, em Baraúna, Rio Grande do Norte, publicou um post que rapidamente...

Campanha incentiva envio de cartinhas (por e-mail) para idosos isolados em abrigos de SP

Com o objetivo de levar aos idosos uma palavra amiga, carinho e conforto psicológico, o governo de São Paulo lançou uma campanha que estimula...

Instagram