Jovem que viajava 53 km todos os dias para estudar é aprovado em Medicina

Por dois anos, de segunda à sexta, Lucas acordava às 3h30 da manhã, pegava um ônibus e cruzava os 53 km que separam a pequena cidade de Horizonte (CE) da capital cearense para estudar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A rotina puxada de Lucas Ribeiro de Sousa, 20 anos, enfim trouxe frutos, com a aprovação do jovem no curso de Medicina na Universidade Federal do Ceará (UFC).

Ele atingiu a excelente nota de 742,14 no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 e ficou na 21ª posição na lista de aprovados do Sistema de Seleção Unificada (SiSU).

Lucas concluiu o ensino médio em 2016, tendo estudado os três anos em uma escola estadual técnica. Passou o ano seguinte estudando sozinho até conseguir uma bolsa de estudos integral em um cursinho de Fortaleza.

“A Prefeitura [de Horizonte] disponibiliza uma condução que sai às 4h40. Eu ainda pegava um mototáxi para conseguir chegar ao centro [de Horizonte], já que eu moro em um distrito longe”, diz.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Jovem cearense rotina puxada passa medicina

Após uma hora e meia de trajeto, ao chegar na capital, Lucas ainda percorria alguns quarteirões para comer e esperar a abertura dos portões do cursinho.

O estudante saía do cursinho antes da aula terminar para não perder o ônibus de volta para casa. “Eu tive muito apoio, tanto familiar quanto do curso, porém eu não tinha o material necessário para estudar em casa, só consegui através de uma amiga que já tinha estudado no mesmo local”, disse, acrescentando que ainda dava aulas de reforço escola por R$ 70,00 mensais para ajudar nas despesas em casa.

Leia também: Filha de diarista passa em medicina na UFRN: ‘Pessoa mais determinada que já conheci’

A mãe do rapaz é autônoma e o pai, agricultor. O jovem conta que a situação foi mais difícil no começo do cursinho, mas se normalizou. “Era muito gasto para nossa família. Era tirar dinheiro de onde não tinha para pagar a condução até o centro de Horizonte, além dos gastos diários com alimentação. Já aos sábados, quando havia aula, eu não podia ir. Era financeiramente inviável”, relata.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As dificuldades não abalaram a força de vontade de Lucas, que sempre sonhou em fazer Medicina. Ele diz que jamais deu atenção para pessoas que falavam para ele tentar entrar num curso “mais fácil de passar”.

“Eu quero ser grande. Medicina é um curso superestimado, então quando uma pessoa como eu, da zona rural e pobre, decide por ele, tem que persistir, apesar de tudo.”

Leia também: Jovem concilia hemodiálise com estudos e passa em medicina na UFRGS

Felizmente, ele já tem um lugar para ficar em Fortaleza. “Uma amiga da minha mãe ofereceu a moradia. Com isso, já ajuda, mas eu espero receber o auxílio da UFC, além de trabalhar nos laboratórios para, então, conseguir me estabilizar de verdade”, comenta.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eu fiquei muito feliz com a conquista. Todos da família”, disse, com orgulho de ter conseguido não só a vaga, mas uma outra perspectiva para toda a família.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Diário do Nordeste/Foto: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,560,438SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Corrente do bem faz homem que foi expulso do show do Coldplay em SP assistir a banda em POA

Como vocês devem saber, a banda britânica Coldplay está no Brasil fazendo shows de sua turnê de sucesso e que, entre um show e...

‘Super-pediatra’ se veste de herói todos os dias para atender crianças

O pediatra Ricardo Fonseca se tornou conhecido nas redes sociais como o 'super-pediatra' do Hospital Regional do Gama (HRG), em Brasília (DF). Deixando de lado...

Brad Pitt entrega alimentos para pessoas carentes durante a pandemia

Brad Pitt voltou a ser notícia no mundo, mas não foi por nenhum filme novo! O ator se voluntariou em uma ONG que distribui...

Universidade desenvolve pratos descartáveis feitos de folhas

As tigelas suportam até água quente, sem vazamento e se degradam naturalmente depois de serem descartadas.

Descuido de médico com nome social de mulher trans vira linda lição de empatia

O médico pergunta se ela já melhorou da dor e Yasmin diz: “Eu to melhor é da minha dignidade, doutor. Eu fui muito bem tratada, mas achei o olhar do senhor triste. E dizem que os olhos são o espelho da alma. Posso dar um abraço no senhor?”

Instagram