Primeiro Centro de Medicina Indígena é inaugurado em Manaus com consultas no valor de R$10

Esse acontecimento é motivo de muito orgulho para nós:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No dia 6 de junho, Barserikowi’i, o primeiro Centro de Medicina Indígena da Amazônia, abriu suas portas em Manaus.

Baseados no conhecimento do Bahsese (benzimento), e fazendo uso de plantas medicinais, diversos especialistas indígenas do Alto Rio Negro atenderão indígenas e não indígenas.

O projeto foi concebido por João Paulo Barreto, da etnia tukano, que é doutorando em Antropologia pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

O atendimento será feito por Kumu Manoel Lima, da etnia tuyuka, Com 85 anos, ele é especialista em dores musculares e de cabeça, tratamento pós-parto e pós-cirúrgico. Conhecedor das plantas da floresta, saiu da aldeia onde mora, em Porto Colômbia, para se dedicar exclusivamente ao atendimento no Centro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Kumu

“Nós temos técnicas de tratamento, sobretudo, de duas formas: primeiro pelo Bahsese e pelas plantas medicinais. Bahsese é esse modelo que é acionado dentro de um elemento, pode ser água, tabaco, cigarro, urtiga, no qual o Kumu, ou benzedor, aciona os princípios curativos contidos nos vegetais. Quando ele faz isso, ele não está rezando, ele está evocando esses princípios para curar doenças. Por isso, ele tem que dominar o conhecimento de animais e vegetais”, destacou Bareto.

Kumu

O prédio onde funciona o Centro de Medicina Indígena foi cedido pela Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab). Com decoração indígena, também será um espaço venda de artesanatos e cursos, com o apoio do Núcleo de Estudo da Amazônia Indígena da Ufam. Caso o doente não possua condições de ir até o Centro, poderá ser atendido à domicílio.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Cada consulta custará R$ 10 reais e o valor do tratamento completo dependerá da enfermidade do paciente.

O Centro de Medicina Indígena da Amazônia vai funcionar de 9h às 15h de segunda a sexta-feira, na rua Rua Bernardo Ramos, 97, no Centro de Manaus.

Telefones de contato: (92) 99271 – 7500 / 98249-5991

Fotos: Alberto Cesar Araujo-Amazonia Real

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Via

 

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,855,215SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Depois de ouvir que estava ‘acabado’, decorador prova que cadeira de rodas não limita em nada seu trabalho

Um dia falaram pro Fabio que ele jamais poderia realizar o sonho de ser decorador por causa de sua deficiência física. Não que ele tenha...

Uma lavanderia que transforma água contaminada em água cristalina

A empresária Paola Tucunduva herdou e assumiu a lavanderia industrial de seu pai, chamada Rotovic, fundada há mais de 40 anos. Percebendo que estavam desperdiçando...

Banda indiana formada por mulheres trans acaba de lançar seu primeiro single

A “6 Pack Band” é o primeiro grupo musical indiano formado apenas por mulheres transgêneros. Elas lançaram recentemente seu primeiro single, uma versão da...

Leitãozinho aprende a andar com “cadeira-de-rodas”

Já mostramos aqui no Razões, uma cadelinha que voltou a andar graças a uma engenhoca feita por uma pessoa boa de coração, (não viu?...

Idosa tatua apelido fofo dela e do marido para diminuir a saudade

A Dona Ivete e o Seu Roberto foram casados por 60 anos.

Instagram