‘Anjos’ barram protesto homofóbico em funeral de vítima da tragédia de Orlando


'Anjos' barram protesto homofóbico em funeral de vítima da tragédia de Orlando 1
PUBLICIDADE ANUNCIE

Cerca de 200 “anjos” fizeram uma barreira contra um grupo de 40 manifestantes de uma organização homofóbica da Igreja Batista Wetboro, no funeral de Christopher Leinonen, nesse sábado (18).

Christopher é uma das 49 pessoas assassinadas por Omar Mateen na boate gay Pulse, em Orlando, no último dia 12.

“Nossa presença aqui é para demonstrar apoio às famílias das vítimas e queremos garantir que eles têm aliados”, disse uma das participantes, Suzanne Draper.

Feitas por voluntários do departamento de figurino do Orlando Skakespeare Theater, as asas de linho branco foram vistas pela primeira vez no enterro de Matthew Shepard, um homem gay morto em Wyomin, em 1998.

_90025502_ap_supporters

PUBLICIDADE ANUNCIE

“Fizemos a maior tela que conseguimos porque não sabíamos onde seria o funeral, então queríamos ter certeza de que poderíamos bloquear as placas do Westboro”, explicou Weley Wizner, que também reagiu à presença dos manifestantes homofóbicos com uma grande tela de arco-íris.

“Só queríamos garantir que estaríamos dando o máximo de apoio possível e que eles (manifestantes homofóbicos) encontrariam o máximo de opositores.”

O departamento de polícia de Orlando publicou na sua conta no Twitter um vídeo mostrando as pessoas comemorando a “goleada do amor contra o ódio” e escreveu: “Depois que a ´polícia tirou os manifestantes do Westboro da cena do funeral, foi isso que as pessoas fizeram #OrlandoUnited”.

Assista:

 

Com informações da BBC BRASIL

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar