Ela resolveu parar e conversar com esse morador de rua. E olha no que deu

"Eu tomo banho todos os dias, mesmo no frio".


PUBLICIDADE ANUNCIE

Você já parou pra pensar que as pessoas em situação de rua tem uma história pra contar? E que essa história tem que ser recebida sem julgamentos, apenas escutada. Afinal, todos cometemos erros, e então porque não damos uma segunda chance para essas pessoas?

A Bruna Castro publicou recentemente em sua timeline do Facebook uma história que nos ensina a escutar mais os outros, e que qualquer pessoa pode se redimir e querer uma vida digna.

Tudo começou quando Douglas, pediu desculpas a ela por estar fumando perto, e ela disse que tudo, pois também fumava e já engatou uma conversa. Ele então perguntou se parecia morador de rua, no que ela disse que não, e ele respondeu: “Mas eu sou. Mas eu tomo banho todos os dias, mesmo no frio.”

No desenrolar da conversa ele fala que quer muito trabalhar, mas que não lhe dão chance por ter antecedentes criminais. “Mas tudo bem, prefiro isso aqui ó (respirou fundo e fechou os olhos), respirar esse ar, pisar nesse chão, do que ser rico à custa dos outros.” Leia o relato completo:

PUBLICIDADE ANUNCIE

A Bruna atualizou com mais um trecho da conversa:

Leia também: Morador de rua consegue emprego graças à ajuda de desconhecidos em Vitória

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar