Executivo negro sofre racismo em aeroporto e tem a melhor reação possível


Executivo negro sofre racismo em aeroporto e tem a melhor reação possível 1
PUBLICIDADE ANUNCIE

Esse é o tipo de notícia da qual a gente fica triste em dar. Não consigo entender como em 2017 ainda existam pessoas racistas, que se acham superiores aos outros.

Essa história aconteceu no dia 5, nos Estados Unidos, quando o executivo de música norte-americano Emmit Walker passou por uma situação racista e violenta quando estava indo viajar. Digo violenta porque, qualquer forma de racismo ou de preconceito é uma violência!

Tudo começou quando ele aguardava para embarcar, na cidade de Arlington, EUA e uma mulher atrás dele duvidou que ele iria mesmo fazer um voo na primeira classe.

O diálogo foi assim:

Ela: “Me desculpe, eu acredito que você pode estar no lugar errado. Deixe a gente passar. Esta fila é para o embarque preferencial.”

Eu: “Preferencial quer dizer primeira classe, correto?”

Ela: “Sim… Agora, com licença, eles vão te chamar depois que embarcarmos.”

PUBLICIDADE ANUNCIE

Eu: “*Enfiando o bilhete de embarque de primeira classe na cara dela* Você pode relaxar, senhora, eu estou no lugar certo, estou aqui há mais tempo, então você pode embarcar depois de mim.”

Ela: “*Sem desistir* Ele deve ser militar ou algo assim, mas nós pagamos por nossos assentos então ele ainda assim devia esperar.”

Eu: “Não, [sou] muito grande para estar no exército. Sou apenas um negro com dinheiro.”

Depois dessa cena terrível, ele conta que foi aplaudido pelas pessoas que aguardavam na fila do embarque com ele.

Abaixo está o relato original de Emmit, que a gente faz questão de compartilhar para que histórias como essa não se repitam nunca mais!

Com informações de Awebic

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar