fbpx

Menino de 2 anos fã de garis ajuda a recolher o lixo da rua de sua casa todos os dias


Menino de 2 anos fã de garis ajuda a recolher o lixo da rua de sua casa todos os dias
PUBLICIDADE ANUNCIE

O pequeno Caio, de apenas 2 anos e 9 meses, viralizou nas redes sociais após ser filmado pela mãe ajudando uma equipe de garis a recolher o lixo da rua. Para tornar tudo ainda mais fofo, Caio ainda estava vestido como eles.

O garoto e sua mãe, Raquel Silva, de 31 anos, vivem na região noroeste de Belo Horizonte. Raquel, que é trabalhador autônoma, conta que Caio tem um grande fascínio pelo trabalho dos garis e que não imaginava que o vídeo gravado iria repercutir tanto na internet.

Para se ter uma noção do quão viral se tornou o post, até a tarde desta sexta-feira (7) o vídeo foi visto quase 5 milhões de vezes, acumulando 134 mil compartilhamentos e 73 mil reações.

Leia tambémGari é responsável pela sobrevivência de mais de 400 famílias em lixão

Raquel diz que após a publicação do vídeo recebeu milhares de mensagens unanimemente positivas dos internautas. Ela conta também, em tom jocoso, que foram tantas mensagens que seu celular chegou a travar diversas vezes.

“Com certeza o mais importante que eu acho disso tudo… é que todo mundo tem que olhar para os rapazes da coleta como o Caio olha, com carinho e respeito. O vídeo também é para mostrar que os rapazes merecem reconhecimento, eles trabalham duro, debaixo de chuva e de sol”, disse.

Quero apenas ajudar

Caio se refere aos garis como seus “amigões” e costuma ajudá-los a recolher o lixo na rua da sua casa sempre que eles passam, regularmente às terças, quintas e sábados de manhã.

“Ele normalmente escuta o caminhão primeiro que eu e começa a gritar: ‘mamãe, olha o amigão’. E tenho que parar o que estou fazendo. Se tem panela no fogão, tem que desligar”, diz Raquel.

Curiosamente, sua mãe explica que o amor do seu filho pelos garis começou quando Caio ainda nem sabia falar direito, quando bebê. Ela conta que o barulho característico do caminhão do lixo desperta a atenção de Caio desde pequeno. “Os rapazes passavam, faziam festa, chamavam ele de amigão. Ele nem falava ainda, mas interagia”, relata.

Com o passar dos anos, conforme o menino crescia, a equipe de coleta mudou, mas o encanto de Caio pelos garis permaneceu.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Sua admiração pelo trabalho de coleta chegou ao ponto de pedir para a mãe comprar um uniforme laranja para ele se tornar um “amigão” também.

O vídeo

A avó de Caio, que é costureira, atendeu ao pedido do garoto após ele insistir bastante, até finalmente ganhar o uniforme.

No dia 22 de novembro, Raquel decidiu vestir o filho com o uniforme laranja antes do caminhão da coleta passar e filmar o encontro de Caio com os garis. “Depois que eles foram embora, ele falou assim: ‘viu, mamãe? O Caio trabalhou. Não aguentei e comecei a chorar”, disse.

Leia tambémFilho de gari se forma na faculdade e dedica conquista à mãe

Thiago Augusto da Silva Vieira, de 31 anos, que trabalha na coleta de lixo há cinco anos, é um dos garis que atendem a rua do pequeno Caio.

“É a nossa alegria passar lá e ele estar aguardando a gente numa felicidade que só Deus sabe”, conta.

Thiago disse que a mãe do menino havia informado à equipe que faria uma “surpresa”, mas ele e seus colegas não faziam ideia do que poderia ser.

“É o reconhecimento do nosso serviço. Ver que eles estão felizes, é a nossa felicidade”, afirma.

É excelente notar que a cidadania também é valorizada nas redes sociais.

Assista ao vídeo de Caio abaixo:

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: SóNotíciaBoa

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar