fbpx

Prefeitura de BH vai dar emprego para pessoas em situação de rua


Prefeitura de BH vai dar emprego para pessoas em situação de rua
PUBLICIDADE ANUNCIE

Sancionado pelo prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PHS) nesta última quarta-feira, 9, o programa “Estamos Juntos” foi criado com o objetivo de capacitar e dar oportunidades de emprego para a população em situação de rua.

A Lei 11.149, de autoria do próprio Executivo, estabelece que indivíduos desabrigados, em situação ou com trajetória de vida nas ruas terão a oportunidade de trabalhar e ganhar seu sustento, seja em cargos públicos, disponibilizados pelo poder executivo ou em empresas parceiras do terceiro setor.

Segundo um levantamento da Prefeitura de Belo Horizonte, a população de rua cresceu 40% na cidade entre os anos de 2016 e 2017, chegando a 4.553 pessoas. O número é corroborado por dados do CECAD, o Cadastro Único da Assistência Social e pode ser ainda maior, haja visto que é necessário se autodeclarar morador de rua.

A secretária municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, Maíra Colares, lembrou que a ida de tantas pessoas para as ruas está diretamente relacionada à perda de emprego e moradia que tinham previamente.

Leia tambémMorador de rua faz questão de pagar almoço em restaurante nobre de BH e atitude viraliza

Para Maíra, o Estamos Juntos é uma forma de combater a raiz desse problema. “Para criarmos oportunidades de saída das ruas, precisamos de esforços conjuntos, por meio do compartilhamento de responsabilidades entre poder público e sociedade. Nesse sentido, geração de trabalho e renda é fundamental”, disse.

Prefeitura de BH vai dar emprego para pessoas em situação de rua
Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil

Ficará a cargo da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico coordenar a iniciativa e realizar a intermediação entre os moradores de rua e o mercado de trabalho.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Enquanto o projeto ainda estava em fase embrionária, a prefeitura fez um levantamento de informações sobre o perfil das pessoas em idade produtiva, identificando as áreas e habilidades dos cidadãos.

Leia tambémMulheres em situação de rua ministram aulas de inglês pela internet

Eventos e encontros com representantes da iniciativa privada estão acontecendo a fim de sensibilizar empresas e patrões a caminharem juntos ao governo para que o programa seja bem-sucedido. “Esse é o momento de aproximar o setor produtivo da cidade, para construir e dar oportunidade para que essas pessoas possam se reintegrar à cidadania”, disse um representante da PBH.

Vagas

Todas as vagas disponibilizadas para o programa serão ofertadas pelo SINE na Central de Captação de Vagas e as empresas vão receber os interessados para entrevista e seleção.

O trabalho anterior à entrevista ficará a cargo das secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania.

Os interessados em se inscrever no Programa “Estamos Juntos” devem estar em situação de rua ou ter trajetória de vida nas ruas, não possuir vínculo formal de trabalho e estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: BHAZ
Foto de capa: Reprodução / BHAZ

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar