Professora Helley, que salvou crianças de incêndio em Janaúba, é homenageada e dá nome a rodovia


Professora Helley, que salvou crianças de incêndio em Janaúba, é homenageada e dá nome a rodovia
PUBLICIDADE ANUNCIE

Helley de Abreu Batista, professora de educação infantil que morreu após salvar diversas crianças da Creche Gente Inocentes durante um incêndio criminoso em Janaúba, foi homenageada e agora dá nome a uma rodovia em Montes Claros, cidade onde nasceu.

A honraria foi decretada por meio da Lei 23.231, divulgada no Diário Oficial de Minas Gerais, e é fruto do Projeto de Lei 4.900/18, do deputado estadual João Leite (PSDB), aprovada pela ALMG no mês passado.

Agora batizada com o nome de Helley, a rodovia LMG-631 conecta as cidades de São João da Ponte à Francisco Sá.

Professora Helley, que salvou crianças de incêndio em Janaúba, é homenageada e dá nome a rodovia
Nas redes sociais, fotos mostram pais resgatando suas crianças na saída da creche em Janaúba. Foto: Reprodução / WhatsApp

O autor da lei disse que a homenagem à professora é extremamente importante e bem-vinda porque ela  “deixou um exemplo de bravura e amor ao sacrificar a própria vida para salvar seus alunos do incêndio criminoso que acorreu em 2017″.

Leia tambémSem poder levar alunos para cerimônia, professora casa na sala de aula

Naquele fatídico dia, 5 de outubro de 2017, a professora Helley teve 90% do corpo queimado enquanto resgatava as crianças das salas de aula. Ela faleceu em decorrência dos ferimentos. Helley salvou 25 crianças, retirando-as das chamas.

PUBLICIDADE ANUNCIE
Professora Helley, que salvou crianças de incêndio em Janaúba, é homenageada e dá nome a rodovia
Enterro foi acompanhado por centenas de pessoas. Foto: Luiz Ribeiro/EM/D.A.Press

Não obstante, enfrentou o vigilante noturno Damião Soares dos Santos, 50, responsável pelo incêndio criminoso. O vigilante ateou fogo no próprio corpo e se jogou contra as crianças, visitando matar a si e a outros.

Leia tambémParaense recebe prêmio de melhor professora do Brasil

Nascida em Montes Claros, a professora mudou-se para Janaúba, cidadezinha do Norte de Minas ainda na adolescência. Com sua morte, deixou o marido, Luís Carlos Batista, com quem foi casado por mais de duas décadas e três filhos. Um deles, apenas um bebê, na época com um ano e três meses.

Professora Helley, que salvou crianças de incêndio em Janaúba, é homenageada e dá nome a rodovia

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Fátima News

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar