Projeto quer distribuir cobertores impermeáveis (acoplados a mochilas) para moradores de rua


Projeto quer distribuir cobertores impermeáveis (acoplados a mochilas) para moradores de rua 1
PUBLICIDADE ANUNCIE

Por Débora Spitzcovsky

O inverno ainda nem chegou e a cidade de São Paulo já bate, dia após dia, recordes de frio. Se as baixas temperaturas já causam incômodo para quem está dentro de casa, protegido por paredes e debaixo de um quentinho edredom, imagina para aqueles que vivem ao relento.

Pensando nisso, o projeto Entrega por SP lança um desafio: levar para as ruas 1.100cobertores para aquecer o corpo e o coração dessas pessoas. Não se trata, no entanto, de cobertores convencionais: eles são impermeáveis, para proteger da chuva e do vento, e ainda possuem faixas refletivas para que os moradores em situação de rua possam (finalmente!) ser vistos pela cidade.

Gostou? Tem mais! Os cobertores ainda vêm acoplados a uma mochila para carregar pertences pessoais – como roupas e documentos. A ideia é facilitar o seu transporte, uma vez que grande parte dos moradores em situação de rua anda, todos os dias, quilômetros e mais quilômetros pela cidade – seja para buscar um prato de comida, tomar um banho, procurar emprego ou catar recicláveis.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Criado em 2013, durante um dos invernos mais frios já vividos em São Paulo, o Entrega por SP quer dar esse presente aos moradores em situação de rua no aniversário de três anos do projeto, comemorado em julho. A logística para a produção dos cobertores impermeáveis e mochilas já está pronta: eles serão produzidos com resíduos têxteis, em parceria com o projeto Retalhar, por costureiras da periferia de São Paulo – contribuindo também para a geração de renda local.

O que falta agora é a grana! A ideia está em financiamento coletivo no site Juntos Com Vocêe, para sair do papel, precisa arrecadar R$ 30.618 até 26/7. Curtiu a iniciativa e quer ajudá-la a virar realidade? Clique aqui para fazer sua doação. Qualquer quantia a partir de R$ 10 vale (e já ajuda muito!). Os financiadores ainda ganham recompensas superbacanas do projeto.

Assista, abaixo, ao vídeo que explica melhor a ideia!

Matéria originalmente publicada aqui.

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar