Refugiados sírios são acolhidos no Brasil


PUBLICIDADE ANUNCIE

O casal sírio que veio para o Brasil há sete meses e recebeu auxilio do governo brasileiro para sua manutenção foi recebido pela população de Juiz de Fora/MG com muito carinho.

A reportagem do MG-TV conta a história do casal Furat Horo e Hvin Horo, ambos membros de um grupo étnico conhecido como “Curdos”, que constitui uma das frentes de combate ao Estado Islâmico. Os dois vieram para o Brasil como refugiados da Guerra Civil que ocorre com muita violência na Síria.

Eles foram acolhidos pela Igreja no Bairro Cerâmica em Juiz de Fora, onde residem há dois meses. Recebidos pelo pastor Eloi Frossard, ele comenta que Furat e Hvin vieram para o Brasil com a ajuda de uma ONG que funciona em Vila Velha/ES, que recebe refugiados em situação de algum tipo de violência.

PUBLICIDADE ANUNCIE

A Igreja realizou uma “espécie” de contrato como o casal sírio que vale por um ano, com a responsabilidade de ajudá-lo a encontrar um emprego, moradia e alimentação. Hvin conta que já conseguiu seu emprego na cidade que foi acolhido de forma positiva e carinhosa.

A comunidade local ajudou o casal com doações de roupas e alimentos. Além disso, o governo brasileiro auxiliou através de um documento de identidade provisório que garante direitos políticos aos imigrantes.

A atitude positiva do Brasil em acolher os refugiados, da comunidade local e da
Igreja nos mostra que ainda existem razões para acreditar em um mundo melhor, com
menos violência e opressão, onde as pessoas sejam livres.

Assista à reportagem do MG-TV.

Texto enviado pela estudante Ariella Cardoso Moreira, estudante do curso de História da Universidade Federal de Viçosa, de Viçosa/MG.

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar