SporTV celebra projetos sociais que revelaram atletas como a judoca Rafaela Silva

Um dos projetos revelou a judoca Rafaela Silva, medalhista de ouro na Olimpíada Rio 2016.


sportv celebra projetos sociais
PUBLICIDADE ANUNCIE

O canal de esportes por assinatura SporTV, do Grupo Globo, está celebrando os projetos sociais que apoia – um deles revelou a judoca Rafaela Silva, medalhista de ouro na Olimpíada Rio 2016.

A série de cinco filmes faz parte das ações de impacto positivo do canal e visa fomentar o esporte, promover o respeito e incluir grupos minoritários no universo esportivo.

Leia também: Atleta apresenta jiu-jitsu para prima com Síndrome de Leigh

Produzidos pela área de Comunicação & Branding da Globosat, os filmes contam a história dos projetos patrocinados pelo SporTV através da Lei de Incentivo ao Esporte, e que beneficiam cerca de 4000 pessoas em cinco estados brasileiros.

“Nosso objetivo é dar luz ao trabalho dos projetos que patrocinamos e que transformam a vida de milhares de crianças e adolescentes por meio do esporte. E apesar do nosso foco não estar no alto rendimento, vemos que a paixão pelo esporte tem movido essas crianças e adolescentes para sonhos e conquistas maiores”, diz Bianca Maksud, diretora de marketing do Esporte do Grupo Globo.

Além da judoca Rafaela Silva, outra atleta revelada por um dos projetos patrocinados é a tenista Maria Bloot, aluna do Instituto Ícaro e primeira colocada do ranking feminino sub-14 da Confederação Brasileira de Tênis (CBT). Ou ainda a jogadora de vôlei Glayce Kelly, da seleção sub-20, revelada pelo Instituto Brasileiro de Excelência no Esporte & Cultura.

A cada vídeo, é possível conhecer a história de um dos projetos a partir da perspectiva de quem está dentro deles. Serão lançados vídeos apresentando:

Instituto Ícaro– Projeto curitibano que, desde 2003, usa o tênis como ferramenta de contribuição para a sociedade. Atualmente atende 500 crianças e jovens que tenham interesse no esporte.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Instituto Peito Aberto – Sediado em Salvador, o projeto tem como principal objetivo transformar o amanhã dos integrantes. Com foco no futebol, atende 450 crianças em risco social e que não teriam a oportunidade de praticar esporte. O projeto usa o espaço da arena Fonte Nova e trabalha com crianças que moram no entorno do estádio.

Instituto Reação – Fundado pelo ex-atleta e medalhista Olímpico Flávio Canto, o projeto atende 1500 crianças e existe desde 2003. Segundo Flávio, um dos principais objetivos do projeto é mudar o mundo através do esporte e da arte marcial.

IBEEC – Desde 2012, o projeto atende 900 crianças e adolescentes e usa o vôlei como principal ferramenta de socialização e desenvolvimento humano.

União Jovem do Rincão – Direto de Novo Hamburgo, o projeto foi criado com a intenção de colaborar com as famílias e escolas para a formação dos jovens. Através do futsal, os fundadores acreditam que o esporte é uma rede de apoio para a formação dos participantes.

crédito da foto: SporTV/YouTube

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar