Yoga transforma rotina e melhora saúde física e mental de presos em SP


Yoga transforma rotina e melhora saúde física e mental de presos em SP
PUBLICIDADE ANUNCIE

Originária da Índia, a Yoga vem transformando a rotina e melhorando a saúde física e mental dos presos do Centro de Detenção Provisória de Pinheiros II, em São Paulo.

Os detentos deixam tudo para trás (literalmente) e se dirigem a uma sala de vinte metros quadrados, onde buscam concentração, silêncio e paz interior consigo mesmos por algumas horas.

Sentados em um pequeno pedaço de pano, os 15 presos começam a atividade, até pouco tempo atrás desconhecida para eles, e mergulham profundo no exercício da disciplina. A oficina de ressocialização completou sete anos, uma fortaleza contra o vício, a violência e distúrbios psicológicos.

Yoga transforma rotina e melhora saúde física e mental de presos em SP

Os detentos cumprem pena por diversos crimes: de roubo a banco a homicídios. Seus olhos estão carregados de culpa, angústia e luta. Há uma tentativa desesperada e constante de superar esses sentimentos e manter o equilíbrio entre o corpo e a mente.

“É fácil perder a cabeça em um lugar como esse”, afirma o detento Barbosa de Almeida, 49 anos.

Ainda que a sala carregue inicialmente um clima tenso e pesado, logo o clima muda com a chegada do professor indiano e sua tranquilidade ímpar. Sanjay Kumar, 42 anos, ensina a vertente Hatha, a mais popular no Ocidente.

Essa vertente prega a união entre o corpo e o espírito. São ensinadas posturas, gestos, técnicas de controle respiratório, domínio de músculos e órgãos, além de exercícios de purificação. A aula é ministrada em inglês e um intérprete auxilia na tradução.

Leia também: Juízes empregam “constelação familiar” para tratar vícios e recuperar presos

Assim que soube da oficina de Yoga, o detento José Carlos Salles dos Santos Filho, 42 anos, ficou interessado em participar. “Imagina, a gente vê na TV essas coisas, não aqui dentro. E eu, todo terrorista, vou fazer Yoga?”, questionou. Logo acabou cedendo: “Me convenceram de que melhorava a saúde, o corpo e a mente”.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Minutos depois, a confirmação: “E melhora mesmo, viu?”.

José conta que tinha dificuldades para ir ao banheiro – ia uma vez por semana. Agora, consegue ir de dois em dois dias. “E a minha cabeça tá mais tranquila. Não é aquela pressão que se tem.”

Yoga transforma rotina e melhora saúde física e mental de presos em SP

O ex-advogado Sérgio Barbosa de Almeida, 49 anos, colega de turma na oficina de Yoga, conta que divide a cela com outros 20 detentos.

O quarto de 14 metros quadrados e um banheiro é espaço constante de discussões acaloradas. Ali, colocando em prática o que aprendeu, sua consciência se eleva e seu pensamento distancia-se do debate. “Respiro fundo, relaxo a minha mente e fujo do estresse”, diz.

Eliane Souza, diretora de saúde do CDP de Pinheiros II, afirma ter havido uma melhora significativa da saúde física e mental dos participantes da oficina.

Leia também: Presos ganham remição de pena e salário trabalhando em SC

Além disso, ela observou que nos últimos sete meses o comportamento dos alunos destoa dos demais – eles são mais leves, evitam se envolver em brigas e confusões e são menos afoitos. Mais: “Muitos se queixavam de depressão, de angústia. Hoje, como fazem exercícios mentais também, as queixas são outras. Eles pedem mais aulas de Yoga”, ri.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: R7/Fotos: Edu Garcia/R7

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar