Cientista autista emociona jurados do Shark Tank Brasil com história de superação

O episódio final da quarta temporada do Shark Tank Brasil, exibido no canal Sony Channel, apresentou a história de superação de uma cientista autista, encantando e conquistando ao mesmo tempo plateia e jurados.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Shark Tank é uma série de games shows que mostra empreendedores que vão ao programa apresentar as suas ideias de negócio a potenciais investidores a fim de obter financiamento. No último episódio, a neuroengenheira curitibana Michele de Souza apresentou sua empresa, que cria tecnologias com foco em impacto social, implantadas em produtos feitos para melhorar a vida de pessoas com deficiência física.

Michele desenvolveu um exoesqueleto para quem não pode andar e uma mão eletrônica para pessoas que perderam ou nasceram sem mãos. Os itens criados pela cientista deixaram os ‘tubarões’ impressionados. “Estou encantado por você”, confessou o empresário Caito Maia.

cientista autista shark tank brasil

No entanto, foi quando Michele contou sua história de vida que os investidores e o público presente – cerca de 400 pessoas – ficaram realmente emocionados.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A cientista tem síndrome de Asperger, um tipo leve de autismo. Durante a infância e adolescência, ela tinha muita dificuldade de socialização e, incompreendida, chegou a ser expulsa de uma escola devido à incapacidade de se comunicar.

Leia tambémCientista que criou remédio contra o câncer de ovário doa seu lucro para caridade

“Um banheiro fechado era meu cenário perfeito”, diz ela. À medida que crescia, Michele encarou os estudos como seu lugar de refúgio, sua válvula de escape.

Estudava muito! Tanto que se tornou neuroengenheira, com várias especializações ao longo do caminho.

Já adulta, a cientista enfrentou mais dificuldades após se casar. Sua esposa foi diagnosticada com um câncer ósseo muito grave e Michele passou a pesquisar e desenvolver soluções que pudessem auxiliar a companheira e outras pessoas com deficiência e dificuldades de locomoção.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

cientista autista shark tank brasil

Infelizmente, a esposa de Michele não resistiu à doença e faleceu dez anos atrás, poucos dias depois da neuroengenheira finalizar sua tecnologia.

Disposta a perseverar, ela tocou seu trabalho adiante, abrindo sua empresa.

Ao término da sua apresentação, a plateia aplaude Michele de pé!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os jurados a parabenizam pelos méritos de suas invenções e, sobretudo, pela incrível história de superação.

Assista abaixo:

Leia também: Garoto autista vence mostra científica e sonha em construir fábrica de brinquedos

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: Notícias da TV/Fotos: Reprodução/Shark Tank Brasil

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM






Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,988,551SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem posta relato sobre como a relação com sua mãe melhorou quando ele menos esperava

A vida adora nos surpreender e a surpresa pode ser a melhor do mundo quando pensamos que em nossa caminho só existe dor e sofrimento. O Gustavo...

Casal de fotógrafos busca aumentar a autoconfiança de crianças negras com ensaios maravilhosos; veja fotos

Kahran e Regis Bethencourt formam um casal de fotógrafos pra lá de talentoso, que criou um projeto incrível para ajudar a aumentar a autoconfiança...

Motorista da Uber socorre menina doente, leva-a ao hospital e não cobra corrida da mãe

"Ele é uma pessoa do bem, trabalhando na Uber para pagar o carro, sustentar a família”, afirma a mãe da criança.

Fotógrafo faz miniensaio gratuito para doadores de sangue em Belém (PA)

A iniciativa tem dado tão certo que mais de 800 pessoas aguardam para fazer as fotos, e boa parte delas já realizou a doação de sangue.

Ex-morador de rua distribui mais de 1,5 mil marmitas para desabrigados em Porto Alegre

Poucas pessoas sabem como é a vida de quem mora nas ruas como Eduardo Flores. Ex-morador de rua, em Porto Alegre, no Rio Grande...

Instagram