Cientista brasileira que pesquisa doenças negligenciadas pela indústria farmacêutica é premiada

Que orgulho desta notícia! Rafaela Salgado Ferreira é uma cientista brasileira de 35 anos, que decidiu investir sua carreira para mudar a realidade das populações carentes. Ela, que dirige o laboratório de modelização molecular e de concepção de medicamentos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), tem focado suas pesquisas em encontrar tratamentos mais eficientes para a doença de Chagas e a Zika, que afetam as áreas mais pobres do planeta e que por isso, não interessam às grandes indústrias farmacêuticas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Relacionado: Brasileiro descobre remédio de baixo custo para curar Zika e evitar transmissão

Estas doenças estão na lista das “doenças tropicais negligenciadas” da Organização Mundial da Saúde (OMS), que inclui a dengue, a esquistossomose, a hanseníase e outros males que matam mais de 500 mil pessoas por ano no mundo.

Rafaela Salgado Ferreira é uma cientista brasileira

Infelizmente, faltam recursos para pesquisas deste porte no Brasil, por isso Rafaela diz que foca seus experimentos no computador, reduzindo consideravelmente a quantidade de experimentos, barateando a pesquisa: “Consigo, dessa forma, reduzir o número de experimentos, o que torna (a pesquisa) muito mais barata”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sua pesquisa é tão importante, que recentemente foi reconhecida, em Paris, onde ganhou o prêmio Rising Talents (“talentos promissores”, em tradução livre) concedido pela Fundação L’Oréal em parceria com a Unesco, agência da ONU para educação, ciência e cultura. A premiação recompensa as 15 melhores jovens cientistas do mundo, ofereceu 15 mil euros para o desenvolvimento da pesquisa de Rafaela, que poderá avançar muito depois deste investimento.

Quando questionada sobre o que inspira sua pesquisa, Rafaela é direta: “Todos deveriam ter direito a receber tratamento para qualquer doença. É importante termos tratamentos para doenças negligenciadas que funcionem melhor e sejam mais seguros. A indústria farmacêutica tem a estratégia de desenvolver tratamentos para populações mais ricas e que devem ser tomados a longo prazo.”

Rafaela Salgado Ferreira é uma cientista brasileira e ganhou prêmio

Fonte: BBC

Imagens: Divulgação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,022,152FãsCurtir
2,165,102SeguidoresSeguir
11,580SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Batismo de bebê conta com bençãos de familiares católicos, espíritas, evangélicos e umbandistas

Quando completou três meses de vida, o pequeno Iago recebeu as bençãos de sua família, cada qual à sua maneira: uma avó é católica,...

Jovens e agricultores se unem e abrem bibliotecas na zona rural da Paraíba

Eu já estou apaixonado por essa história antes mesmo de começar a contar pra vocês. Esse é um exemplo de que a união entre...

Com 4 filhos pequenos, dona de casa abandonada por marido recebe apoio de internautas

A jovem mamãe Andreza Santos Araújo, 23 anos, mora e cria sozinha seus quatro filhos pequenos em Várzea Grande, Mato Grosso. Desde que o...

Universitário de 92 anos se adapta à tecnologia e nos dá uma linda lição de resiliência e otimismo

Não existe idade certa para realizarmos nossos sonhos e o universitário Carlos Augusto Manço, que entrou na faculdade aos 90 anos, é um dos...

Supermercado mobiliza internautas e encontra cliente que perdeu R$ 840 dentro da loja

O seu João foi fazer compras no supermercado Rei da Economia, em Solânea (PB), e acabou deixando cair uma bolada de R$ 840 no...

Instagram