Cientistas britânicos acreditam estar muito perto da cura definitiva da Aids

Um tratamento inovador está muito perto de descobrir a cura definitiva do vírus HIV, causador da Aids.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Cientistas britânicos disseram que um de seus pacientes não apresentou nenhum sinal do vírus após receber doses de drogas antivirais para prevenir a disseminação das células do tipo “T” – células do sistema imunológico que são infectadas pelo vírus.

Em seguida, os cientistas infectaram as pessoas com um vírus que estimula o sistema imunológico. Resultado: ele fica mais forte e consegue destruir as células T infectadas.

A última etapa do tratamento é chamada de kick and kill (chutar e matar, em bom português), onde os pacientes tomam outra droga, apelidada de Vornostat. Segundo os cientistas, a droga ativa células T dormentes para que elas sinalizem a presença de proteínas associadas ao HIV. Dessa forma, o sistema imunológico consegue encontrá-las e destruí-las.

A pesquisa é realizada por cinco universidades do Reino Unido e conta com o apoio do NHS (serviço nacional de saúde da Ilha). Cerca de 50 pessoas participam do tratamento e, por enquanto, apenas uma delas, um homem de 44 anos, já terminou. Exames de sangue revelaram que seu sistema imunológico estava livre do vírus HIV.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas, isso não significa que ele está curado. O vírus pode voltar a atacar seu sistema, como aconteceu com uma menina dos Estados Unidos. A criança nasceu com o vírus e recebeu uma grande quantidade de medicamentos antirretrovirais durante suas primeiras 30 horas de vida. O hospital continuou o tratamento até perder o contato com a mãe. Cinco meses depois, ela apareceu com a filha sem o vírus no corpo. Porém, após dois anos, o vírus ressurgiu.

“Esta é uma das primeiras tentativas sérias de uma cura completa para o HIV. Estamos explorando a possibilidade real disso ser verdade. Este é um desafio enorme e ainda é cedo, mas o progresso tem sido notável”, disse Mark Samuels, diretor geral do NHS, ao The Sunday Times.

Com informações do site EXAME

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,444,158SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Pai agradece desconhecido por entreter sua filha em aeroporto: “Este é o mundo que quero para ela!”

A amizade feita entre um homem uma menininha de 16 meses prova que a amizade não tem barreiras. O ex-fuzileiro naval dos Estados Unidos, Kevin...

Pesquisadora de Manaus desenvolve plástico biodegradável a partir do cará

Quem já comeu sabe o quanto o cará é saboroso. O tubérculo, que é bem parecido com o inhame, é rico em fibras e...

Nike e Adidas; Netflix e Hulu: Marcas historicamente rivais se unem contra o racismo

Através de uma ação inédita que mostra que não há nada mais importante do que a vida e o respeito ao próximo, marcas historicamente...

Idosa de 89 anos viaja o mundo sozinha: liberdade!

Ela já fez viagens de moto, passeios a camelo, tomou banhos no mar e, claro, experimentou vários pratos exóticos.

Qual o problema de falar que não vamos fazer NADA nas férias?

Texto escrito por Michelle Prazeres, do Desacelera SP.* Outro dia, fiz um post no Facebook, em que eu confessava a minha tristeza ao perceber algumas...

Instagram