Cientistas descobrem células que causam leucemia e possibilitam tratar a doença antes que se manifeste

Mais um avanço surpreendente da ciência: um estudo do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), em Portugal, identificou células que estão na origem do desenvolvimento de um tipo de leucemia rara e agressiva.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A pesquisa sobre o processo de diferenciação dos Linfócitos T durou cinco anos e os resultados foram divulgados na última quarta-feira (14).

Nele, os cientistas buscaram entender de que maneira uma célula responsável pela defesa do organismo, ao longo do seu processo de desenvolvimento, “decide ir para um caminho alternativo, que neste caso é a leucemia, esta em particular muito agressiva, por ser aguda”.

pesquisadora estudo detectou células origem leucemia rara
Pesquisadora Vera Martins. Foto: SR Sandra Ribeiro Profile Portrait

A líder do estudo, Vera Martins, detalha que foram encontradas “células muito imaturas, que são capazes de se autorrenovar em vez de serem substituídas constantemente, que é o processo normal na base do desenvolvimento dos linfócitos T”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Aquilo que detectamos é que estas células são as que estão na base do aparecimento das células progenitoras das leucemias. Vimos uma emergência de células anormais, que estarão na base e na origem da leucemia muito antes de ela se manifestar”, destaca.

Testes feitos com camundongos demonstraram que tais “células raras” foram detectadas quando o animal tinha “uma fisiologia perfeitamente normal”.

Tratamentos menos agressivos e mais específicos

“Se nós conseguimos identificar as causas em termos de biologia que estão por trás destas leucemias, conseguimos trabalhar ou ver utilizado este conhecimento para desenvolver terapias mais específicas, que não causem tantos danos a quem desenvolve a doença“, destaca Martins.

A próxima etapa da pesquisa é identificar quais as moléculas envolvidas no processo de leucemia em si. “Depois esse conhecimento poderá ser utilizado por outras equipes, de outras valências, que estarão na base do desenvolvimento de novas terapêuticas”, concluiu.

Fonte: JN DIRETO

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Quer mais uma história inspiradora? 

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,644,123SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Até 2020 todos os consumidores terão acesso fácil aos pontos de coleta de cápsulas, anuncia Nespresso

Uma xícara de café expresso pode proporcionar uma experiência sensorial incrível e nem por isso ser nociva ao meio ambiente.

‘Retorna Machine’ troca garrafas PET e latinhas por créditos no bilhete único de SP

Quem passa por alguns metrôs de São Paulo agora vai se deparar com algumas máquinas diferentes da que estão acostumados. É a Retorna Machine, um...

Alunos enchem sala de aula com mensagens de apoio para professor com depressão

"Quando você tem significado para alguém, toda a sua vida se ressignifica. Esse foi mais um ensinamento que o magistério me proporcionou nessa data", disse o professor.

Menino que foi denunciado por vender água recebe apoio de internautas e vaquinha bate R$ 82 mil

E conseguimos mais uma vez! O Gabriel vendia água na rua para ajudar no sustento da família, em Mossoró (RN). Só que alguém o...

Pizzaria de SP oferece curso de alfabetização gratuita para funcionários

Cerca de 27% da população do Brasil é analfabeta, uma situação vivida por muitos profissionais que trabalham em restaurantes. E foi preocupada com essa...

Instagram