Como nos velhos tempos, circo retoma apresentações nas ruas para levar alegria e de graça

Hoje tem marmelada? Tem sim, senhor! Hoje tem palhaçada? Tem sim, senhor! É do modo antigo de se fazer circo que uma turma circense está enfrentando a pandemia do novo coronavírus.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A trupe do Mundo Mágico – um Show de Circo, que está em Campina Grande (PB), é formada por artistas mambembes, pessoas que nascem no circo e crescem viajando de cidade em cidade, morando num canto e noutro.

O picadeiro é o ganha-pão desses artistas, mas sem plateia, ficaram parados e sem renda. Foi então que eles decidiram colocar o circo na rua e tem dado certo!

O artista vai aonde o público está. Além da necessidade, já que o público não pode vir até nós, nós vamos até eles”, disse Andreza Alvarado, administradora do circo.

Palhaço e malabaristas fazendo apresentação de circo no meio da rua
Foto: Rafael Melo/Razões para Acreditar

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Apoie um trabalhador autônomo nessa crise e faça sua doação no Mercado Solidário. Clique aqui e contribua.

Os palhaços, malabaristas, músicos, trapezistas, mágicos, contorcionistas, se apresentam na frente dos prédios, nos condomínios horizontais, e até nos semáforos. É só chamar que eles vão, e de graça. E se puder ajudar a arte, a ajuda é bem-vinda, claro!

A população é que tem nos mantido com palavras de carinho, com alimentos, remédios, com tudo. E assim a gente vai se mantendo”, explicou Andreza.

Pessoas na frente de prédio assistindo a apresentação de circo na rua
Moradores de prédios e residências assistem às apresentações dos artistas de circo na rua. Foto: Arquivo pessoal

O circo tem 35 pessoas, entre artistas e o pessoal de logística. “Obviamente, gostaríamos de estar em nosso palco, mas vamos tentando levar alegria às pessoas. A gente ama o que faz“, disse Andreza.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para ajudá-los, cantores e bandas da região, que têm visibilidade local, se juntaram e fizeram uma live para arrecadar donativos. Depois disso, o próprio circo fez a sua live com a ajuda dos moradores da cidade e veio até artista circense de outros estados para ajudar.

Palhaço fazendo apresentação de circo na rua

Artistas se apresentam na rua e atraem espectadores. Foto: Arquivo pessoalAndreza nasceu e foi criada no circo. Seus três filhos também, cada um nascido em uma cidade diferente, e ela nunca enfrentou um período tão difícil quanto esse.

“Afeta muito o psicológico porque a gente se sente impotente. Com o circo, a gente se sente útil, importante, de poder levar alegria às pessoas e sustento para nossas famílias”, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas com toda a ajuda que eles vêm recebendo, o mundo mágico do circo vai enfrentar mais essa dificuldade e logo, logo estarão todos sorrindo, como o circo sempre fez.

“São quatro meses sem picadeiro. O circo é a nossa vida, é uma máquina de levar alegria”, finalizou.

selo conteúdo original

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileiro realiza sonho de estudar música na Suíça com ajuda de campanha na internet

Weslei Felix Ajarda, de 18 anos, começou cedo na música. Aos três anos, o jovem de Porto Alegre já acompanhava seus pais, Luis Roberto...

Suíça votará proibição da criação de animais em escala industrial para abate

Recentemente, foi relatado que 2,6 milhões de suíços – ou 31% da população – estão reduzindo ou reduziram totalmente o consumo de carne.

Curso online e gratuito ensina sobre alimentação consciente para revolucionar hábitos

O que não falta no mercado são dietas, das mais sensatas às mais malucas. A grande maioria das pessoas deseja ter uma vida mais...

Keanu Reeves tranquiliza passageiros após avião precisar fazer pouso de emergência

Os passageiros foram acalmados e entretidos por um passageiro muito especial: Keanu Reeves.

Pai e filho transformam antigo ônibus escolar em casa itinerante movida a energia solar

A nova casa demorou três meses para ficar pronta, e ela tem tudo: banheiro, cozinha, quarto e todos os equipamentos necessários para o mínimo de conforto, inclusive aquecedor e ar-condicionado.

Instagram

Como nos velhos tempos, circo retoma apresentações nas ruas para levar alegria e de graça 1