Cirurgião já desembolsou mais de R$ 180 mil para reconstruir rosto de mulheres vítimas de ataques a ácido

As imagens são fortes, mas elas só mostram a real importância do trabalho voluntário do médico paquistanês Asim Shahmalak. Ele se mudou para o Reino Unido logo depois de se graduar como médico cirurgião.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Shahmalak é reconhecido pelo seu trabalho com personalidades, incluindo o modelo norte-americano Calum Best. Mas, seu talento também está a serviço de uma causa nobre, financiada com o dinheiro do próprio bolso. Shahmalak está ajudando mulheres do seu país vítimas de ataques a ácido, segundo informações do Daily Mail.

O cirurgião já desembolsou mais de R$ 180 mil para reconstruir o rosto desfigurado de mulheres paquistanesas. Uma delas é a jovem Sidra Kanwal (foto abaixo), após se recusar a aceitar um casamento arranjado, contra sua vontade.

Os ferimentos foram tão graves, que, para você ter uma ideia, o filho de três anos de Kanwal se recusou a morar com ela por ter medo de suas cicatrizes – imagine como ficou o coração dessa mãe… Devastado!

Sidra Kanwal antes e depois do ataque.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Chorei quando ouvi suas histórias”, disse Shahmalak. Atualmente, ele vive em Manchester, na Inglaterra, com a esposa e os dois filhos. “Ser mergulhada em ácido porque você recusou uma proposta de casamento? Até na Idade Média as pessoas eram tratadas melhores”.

“Elas perderam a esperança de obter ajuda porque o governo no Paquistão não pode se dar ao luxo de fazer alguma coisa”, acrescentou.  “Nós somos a sua última esperança. Elas não são aceitas pela sociedade por causa de sua desfiguração. Não conseguem empregos e, em alguns casos, até foram rejeitadas por suas famílias e passaram a mendigar o pão nas ruas”.

Kanwal é apenas uma das mulheres que estão sendo socorridas por Shahmalak. Existem outras, como Sana Naz, uma jovem de 24 anos. Ela perdeu o olho esquerdo, as duas sobrancelhas e a maior parte dos cílios em um ataque feito por um ex-amigo. Outra mulher, uma senhora de 52 anos, também receberá ajuda do médico, sem precisar pagar nada por isso.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Paralelo aos transplantes, Shahmalak capacita outros médicos e técnicos locais com suas técnicas para que seu trabalho possa ser replicado em hospitais do Paquistão. A ideia é que a boa ação continue quando ele retornar à Inglaterra.

Parabéns, Shahmalak!!! Pessoas como você inspiram o mundo. Keep up the good work 😉

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,782,693SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Designer alemã cria fraldas reutilizáveis feitas de algas que se biodegradam naturalmente

As soluções mais ousadas são propostas por pessoas cansadas da falta de mudanças reais. É o caso da designer alemã Luisa Kahlfeldt, 30 anos. Quando...

Menina de 5 anos ganha boneca deficiente visual e aprende sobre diversidade brincando

A menina Lívia ganhou uma boneca com as características da gaiteira Natalia Guastuci, que é deficiente visual e de quem é fã.

Mulher viaja o mundo para adotar 4 órfãos com o mesmo distúrbio genético que ela

Kristi Smith nasceu com uma distúrbio genético raro, a Fenilcetonúria, que não tem cura, mas pode ser controlada e se não for tratada corretamente...

[VÍDEO] Pai durão se derrama em lágrimas quando enteada pede que ele a adote

Micah não é de se emocionar... ou não era! Heather Cole conta que o marido mantém sempre o ar mais sério para todos, mas quando...

Instagram