“Coisa de preto”: o mundo primitivo do preconceito

Esse é um depoimento de alguém que foi visto por olhos pequenos por causa de sua cor. A sua resposta tem uma coisa de revez, de supremacia e de força.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Após o acontecido com o tal jornalista da Globo lembrei-me de um episódio que aconteceu no Extra São Carlos no ano de 2002 quando eu estava fazendo teste para cartazista.
Estava lá um rapaz negro arrumando as gôndolas que também estava em teste, e um cidadão de cor branca (também funcionário) começou a ofende-lo dizendo que merda era o que negro fazia de melhor. Eu vi a situação e me senti mal por uns instantes. Voltei alguns minutos depois com cartazes impecáveis. Pra minha sorte ou pela fé, o mesmo branco voltou para ver meus cartazes sem saber que eu os tinha feito. Ficou surpreso e soltou um elogio sem tamanho. Prontamente respondi: Gostou? Ficou um belo trabalho de preto não? Eu que fiz.

Força e poder para o povo preto.”

Esse texto pertence à Fabio Marçal e é um reflexo de uma experiência primitiva e sem o menor nexo.

Até quando seremos apenas a cor, a aparência e a forma? Até quando seremos produtos, com rótulos bem elaborados? Quando é que vamos olhar pro outro como uma continuação de nós mesmos? Quando vamos nos dominar pelo amor?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,827,226SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Médico nigeriano Onyema Ogbuagu liderou estudo da Pfizer para vacina contra a Covid-19

O Dr. Onyema Ogbuagu, nigeriano, ganhou destaque no mundo inteiro essa semana. O motivo é a liderança das pesquisas para a vacina contra a...

Casal de mães acolhe menino autista e cego que esperou anos na fila de adoção

Claudiana e Luciana compartilham a vida juntas há 15 anos. Desde que se conheceram, sonhavam em ter um filho. Após mais de uma década...

No Ceará, rede de balanço é usada para ajudar na recuperação de bebês prematuros

Quem nunca deitou numa rede não sabe o que está perdendo, não é mesmo? Bebês prematuros internados no Centro de Neonatologia do Hospital Geral...

Um jogo que ajuda crianças em isolamento hospitalar a brincar umas com as outras – UPDATE

Não sei se estão lembrados do nosso post de Julho que falamos do KonneKt. Para quem não lembra muitas crianças, devido a algum problema...

Ele largou tudo para andar pelo Brasil fazendo e vendendo chapéus, e é muito feliz

O que me chamou a atenção na história toda, além da coragem do se arriscar a fazer aquilo que acredita e que traz alegria,...

Instagram