Estudantes constroem abrigo móvel para sem-teto usando caixas de leite

"Só de você saber que está ajudando uma pessoa a não passar frio, é uma coisa maravilhosa", disse o estudante Leonardo de Souza das Neves.


Estudantes abrigos moradores de rua caixas de leite
PUBLICIDADE ANUNCIE

Um grupo de estudantes do Centro Estadual de Educação Profissional de Curitiba está construindo abrigos para moradores de rua usando caixas de leite coletadas e recicladas na capital paranaense.

Dispostos a ajudar de alguma forma as pessoas mais carentes que precisam enfrentar o frio, os adolescentes, que estão no ensino médio, lançaram a iniciativa que é inspirada em outro projeto social bem-sucedido.

“Só de você saber que está ajudando uma pessoa a não passar frio, é uma coisa maravilhosa”, disse o estudante Leonardo de Souza das Neves, 16 anos.

Estudantes abrigos moradores de rua caixas de leite

Abrigo móvel

Os jovens, que estudam no bairro Boqueirão, se inspiraram no projeto Brasil sem Frestas, que já foi notícia aqui no Razões. Os voluntários tapam buracos de casas de madeira improvisadas com caixas de leite.

Cientes de que as caixinhas de leite têm isolamento térmico, os estudantes chegaram à conclusão que elas serviriam também para construir abrigos aos que não possuem um teto.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Leia também: Com caixas de leite, voluntário constrói centro de capacitação profissional para desempregados

Com o material reciclado, eles constroem uma espécie de ‘cabana’, que mantém uma temperatura na faixa dos 20º a 22º C, além de proteger da chuva. Sabendo que essas pessoas não possuem um lugar fixo, os estudantes usaram a técnica de dobradura, facilitando o transporte da estrutura de um ponto a outro.

Foram doze meses de planejamento e concretização da ideia. Todos os abrigos construídos são distribuídos gratuitamente pelas ruas e praças de Curitiba.

Os estudantes agora almejam desenvolver uma manta produzida com as caixinhas de leite para os moradores de rua.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: G1/Fotos: Reprodução/RPC

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar