Menino cria armário escolar comunitário para doar roupas a colegas necessitados

"Isso me faz sentir bem comigo mesmo, pois sei que posso fazer a diferença na minha escola", diz Chase Neyland-Square.


garoto em frente armário escolar
PUBLICIDADE ANUNCIE

Um jovem de 13 anos virou notícia nos Estados Unidos por criar um armário escolar comunitário, que fornece gratuitamente roupas, calçados e itens do dia a dia a colegas necessitados.

Chase Neyland-Square afirmou em entrevista ao programa Good Morning America que ele e seus amigos são os responsáveis pelo armário comunitário na escola secundária de Port Allen, no estado da Louisiana.

Ajuda para família retirada de casa com risco de desabamento

“Minha parte favorita é separar as roupas antes de fazer a doação aos meus colegas”, disse o rapaz. “Isso me faz sentir bem comigo mesmo, pois sei que posso fazer a diferença na minha escola.”

garoto em frente armário escolar

Armário escolar comunitário

“Eu gosto de presentear o próximo”, afirma Chase.

PUBLICIDADE ANUNCIE

O armário escolar comunitário contém jaquetas, camisetas, sapatos, calças, material escolar, desodorantes e mais itens essenciais para a vida cotidiana dos alunos. Muitos dos itens foram doados por vizinhos e pais de alunos da escola.

Leia também:

A diretora Jessica Major afirmou que trabalha com os funcionários da escola para distribuir itens aos alunos necessitados. “Nós realmente queremos que as crianças sintam que têm algum lugar com quem possam contar quando precisarem de algo”, disse Major.

“Temos apenas 215 alunos, portanto, podemos conhecer cada um deles muito bem… e tentar ajudá-los onde pudermos”, acrescentou.

A mãe de Chase, Amanda Square, disse que seu filho “tem uma grande paixão pelas pessoas”. Em seu tempo livre, o jovem também atua como voluntário em um lar de idosos da vizinhança. “Ele me deixa muito orgulhosa. Sinto-me abençoada em tê-lo. Enquanto isso, ele abençoa outras pessoas.”

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: The Hill/Fotos: Reprodução

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar