Sem ter como voltar para o Acre, Palmeiras banca passagens de rival


Sem ter como voltar para o Acre, Palmeiras banca passagens de rival
PUBLICIDADE ANUNCIE

Neste mês de janeiro, ocorre a Copa São Paulo de Futebol Júnior. O time do Galvez, do Acre, foi eliminado pelo Palmeiras durante a primeira fase do campeonato.

Sem recursos para poder voltar para o seu estado de origem, a equipe acriana recebeu ajuda do rival, que se ofereceu para pagar os bilhetes de viagem de todos os jogadores e comissão técnica, além de presentear os jovens jogadores com alguns mimos.

O Galvez contrasta com os demais clubes de futebol do eixo Minas-Rio-São Paulo, que possuem faturamento e investimentos multimilionários, enquanto o time acriano ainda tem pouca expressão e capilaridade dentro do esporte.

Cientes disso, o time marcou a viagem de volta para o Norte logo ao término da primeira fase da Copinha. Surpreendentemente, os jovens do Galvez se classificaram para a terceira fase da disputa após vencer a Desportiva-ES, por 1 a 0.

Leia tambémPalmeirense cumpre aposta de doar sangue após time perder: “boa ação ameniza a tristeza”

Classificados, enfrentaram o todo-poderoso Palmeiras. O técnico do Galvez, Oziel Moreira, fez um apelo emocionado, dizendo não ter recursos financeiros para retornar (de ônibus) ao Acre. A passagem custa R$ 900 em média, com duras 47 horas de viagem até lá.

Sem ter como voltar para o Acre, Palmeiras banca passagens de rival
Galvez fez história e foi ajudado pelo Palmeiras. Foto: Reprodução / Facebook

“Nós viemos na raça, sem apoio de ninguém. Não temos passagem para voltar ainda. Tínhamos 20 passagens para voltar, só que cancelaram, e (agora) só temos direito a 30%”, desabafou.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Leia tambémDono de banca e gari ajudam pessoas que estão na rodoviária a voltar para casa

A equipe paulista venceu o jogo por 3 a 0, e logo em seguida, resolveu o problema ainda no gramado, assumindo os custos das passagens – de avião, apenas quatro horas de voo, – além de oferecer à todos os membros da equipe do Acre um passeio especial pelas instalações do Allianz Parque. Por fim, jogadores e comissão técnica receberam chuteiras e bolas oficiais.

Sem ter como voltar para o Acre, Palmeiras banca passagens de rival
O técnico do time acriano fez um apelo emocionado após o jogo. Foto: Reprodução / Facebook

A realidade entre as duas equipes é tão abismal que enquanto o Galvez não tem recursos financeiros sequer para comprar as passagens dos atletas, o Palmeiras liberou orçamento milionário para a temporada 2019: R$ 561 milhões.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Hypeness

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar