Empresa doa coletores menstruais a mulheres de aldeia isolada na Amazônia

0
3053
coletores menstruais indígenas amazônia

A Fleurity realizou a doação de cem coletores menstruais ao projeto Aldeia Lixo Zero, que trabalha com famílias e lideranças de aldeias em áreas isoladas na Amazônia para conscientização sobre os perigos de descarte e queima de lixo na floresta.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os coletores foram entregues a mulheres da população indígena Yawanawa, no estado do Acre. O objetivo é que essas mulheres possam se proteger melhor de doenças, infecções ou alergias decorrentes do uso do absorvente comum e produzir menos lixo. Sem falar que poderão economizar o dinheiro gasto com a compra dos absorventes; o tempo de vida útil médio do coletor é de três anos.

Leia também: Protetor das florestas comemora aniversário na Amazônia

“Vimos na iniciativa da Aldeia Lixo Zero uma oportunidade que visão não apenas facilitar a vida das mulheres indígenas Yawanawa, mas, também reforçar a característica ecológica do nosso coletor, que substitui o uso do absorvente comum. Nosso objetivo é exatamente esse: unir conforto e saúde à redução de lixos ou resíduos”, afirma Carlos Dieter, diretor de marketing da Fleurity.

coletores menstruais indígenas amazônia

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo a companhia, a ação dá autonomia às mulheres: oferece a oportunidade de se cuidarem sem se preocuparem com a geração de lixo e com liberdade de movimento que o coletor traz.

Leia também: Jogo ‘Sobrevivência na Amazônia’ traz aventura, mitologia e educação ambiental

coletores menstruais indígenas amazônia

Durante a ação, a educadora ambiental Isabelle Santos fez uma palestra para as mulheres, ressaltando a importância da substituição dos absorventes para o coletor menstrual e, também, sobre quais os processos necessários para a higiene e os cuidados com o produto.

Compartilhe o post com seus amigos!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

crédito das fotos: Divulgação

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.