Com ajuda de óculos, bebê albina vê a mãe pela primeira vez

Semana passada mostramos a história de Kathy, que graças a uma tecnologia inovadora viu seu bebê recém-nascido, relembre aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pois agora os papéis se invertem: conheçam a pequena Louise, de apenas oito meses de idade, que nasceu com albinismo, doença que também leva a uma falta de pigmentação nos olhos, e por isso, a bebê sofre de nistagmo, uma condição que acarreta em baixa visão.

Até dois meses atrás, a pequena não conseguia ver sua mãe, Megan McMorris, mas tudo mudou quando ela ganhou seu primeiro óculos. A experiência foi gravada em um vídeo que mostra a reação emocionante da criança ao enxergar a própria mãe pela primeira vez:

Via Catraca Livre.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,505,556SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Steven Tyler, vocalista do Aerosmith, inaugura abrigo para meninas vítimas de abuso

“Isso é bom para meu coração e alma”, disse Steven Tyler a um noticiário local. “Isso é real.”

Menino com doença hepática se apoia na fé e na arte enquanto aguarda transplante

Daniel até criou a imagem de uma santa: Nossa Senhora dos Rins.

Pesquisadores revelam caneta que detecta câncer em segundos

Mais uma vez, viva a tecnologia! Pesquisadores da Universidade do Texas revelaram uma inovação que poderá mudar completamente a relação da humanidade com o...

Refugiado africano abre restaurante vegano em SP com pratos típicos do Congo

Um restaurante vegano tem sido uma ótima opção para vegetarianos e veganos, ou para pessoas que querem diminuir o consumo de carne. O livro Seu...

Criança de doença rara e sem cura dá lição de vida e internautas criam vaquinha para ajudar no tratamento

O menino Pedrinho tem uma doença genética que causa lesões semelhantes a queimaduras em todo o corpo. Cada troca de curativos leva 3 horas. A...

Instagram