Com o ‘coração partido’, professora de creche pública faz ‘hamburgada’ para alunos no Rio

banner reservaA televisão, internet, os principais meios de comunicação estão repletos de propagandas de redes de fast-food. Para muitas pessoas, comer hambúrguer é uma coisa absolutamente normal. Mas, essa realidade é beeemmmm distante para uma parcela da população, gente que mal tem arroz e feijão para comer, quem dirá um hambúrguer!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A professora Ludmila Cruzal foi confrontada com essa realidade na sala de aula, numa creche pública, em Magé, no Rio de Janeiro. Na semana passada, ela compartilhou um relato que está comovendo os internautas.

Durante uma aula sobre a letra “H”, ela perguntou aos pequenos qual palavra que eles gostariam de aprender a escrever melhor. Entre “hipopótamo”, “hospital” e “hambúrguer”, os alunos escolheram a última. “Eles escolheram… HAMBURGUER pq um aluno foi ao Mc Donald e contou sua experiência para seus amiguinhos”, escreveu a professora no Facebook.

Ludmila, então, perguntou pra sala quem gostava de hambúrguer. Para sua surpresa, ela conta, poucos alunos levantaram a mão. A professora quis saber o porquê de tantas mãos abaixadas. “Como assim não gostam de hambúrguer???”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Um nó na garganta pegou Ludmila em cheio, quando uma aluna respondeu: “Tia, nunca comi um, mas já sonhei que comia”. “Respira, engole o choro e refletir é inevitável..algo tão simples para tantos, tão frequente para muitos que chega ser utópico acreditar que eles nunca comeram”, refletiu Ludmila.

Pois bem, a professora esperou o “dindin cair na conta” para organizar uma ‘hamburgada’ para os pequenos! Ela comprou os pães, hambúrguer, alface e outros condimentos. “Tudo para ficar bem parecido com o lanche do McDonald’s”, contou ela ao E+.

Os pequenos ficaram profundamente agradecidos pelo gesto de pura empatia da professora. “Realizou meu sonho. Agora pode fazer pizza”, escreveu uma aluna em um cartaz fixado na sala. “A tia arrasou”, disse outro aluno. Mas, entre as respostas, a que mais emocionou Ludmila foi o de um aluno que disse que gostaria de levar o hamburguês para casa, pois seu irmão ia gostar também.

“Ele se preocupou com o irmão, que não estava lá. Deixei que ele levasse alguns que sobraram para casa”, lembra Ludmila.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quantos aplausos essa professora merece? 😉

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos: Reprodução/Facebook

barra reserva

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,562,206SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Empresa mostra seus projetos de economia, conservação e recuperação da água no Brasil

No dia 22 de março foi comemorado o Dia Mundial da Água e, em comemoração à data, foi realizado o Fórum Água: gestão estratégica...

Isso é o que acontece quando você dá milhares de adesivos para milhares de crianças e adultos

Imaginem uma instalação extremamente simples, mas absurdamente genial: a artista Yayoi Kusama construiu um grande ambiente doméstico totalmente pintado da cor branca, desde cozinha, sala,...

Humanos reproduzem as danças de sedução que os animais fazem na natureza

Eles interpretam o acasalamento de animais de diferentes espécies, como os lobos, os flamingos e caranguejos, com movimentos de dança que celebram o amor!

[VÍDEO] Após 10 anos de estudos, mãe passa em prova para poder advogar e comemora da melhor forma

Evelyn Uba, 55 anos, após mais de 10 anos de estudos e muita dedicação, passou na Bar Examination da Califórnia. Nos EUA, um estudante...

Lego anuncia peças em braille para desenvolver habilidades de crianças cegas

A marca de brinquedos dinamarquesa Lego anunciou nesta quarta-feira, 24, que desenvolverá uma linha de brinquedos em braille. O objetivo da empresa é permitir que  cegos...

Instagram