Com pai desempregado, aluna dá sua mesada ao professor

Clique e ouça:

Aluna de uma escola primária de Veracruz, no México, a pequena Mayte escreveu uma carta para o seu professor dizendo que o pai estava desempregado e que não poderia lhe dar um presente no “Dia dos Professores”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela então deu sua mesada para que o professor comprasse algo legal. O professor, Iñaki de Paz, publicou no seu perfil no Facebook a foto da carta e as duas moedinhas que ele ganhou de Mayte.

A carta diz:

“Meu querido Professor Ignacio,

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Feliz Dia dos Professores. Eu não pude comprar um presente porque meu pai não tem emprego, mas eu te amo muito e vou te dar minha mesada para que você compre algo legal. Obrigada por ser meu professor. Nós te amamos muito. Você é muito inteligente e bom.

Atenciosamente,

Mayte”

Com informações do Aleteia

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,050,469FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
17,217SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Homem com deficiência humilhado por atraso de salgados se surpreende com apoio: “o telefone não para”

Coisa mais linda essa corrente de solidariedade, o Rafael tá sem acreditar! Rafael foi humilhado por um cliente que não aceitou o atraso da sua...

Cãozinho é reprovado em treinamentos da polícia por ser ‘dócil demais’

E essa carinha de: "Alguém brinca comigo, por favor!"?

Vendedor de salgados é humilhado e recebe ajuda de vaquinha que bate R$70 mil em 24h

Rafael, que só tem uma das mãos, foi humilhado por cliente que não aceitou o atraso da sua encomenda de salgados.

“Eu quito!”, diz Tatá Werneck para seguidora que desabafou sobre dívidas na pandemia

A Tatá Weneck se ofereceu para pagar as dívidas de uma seguidora depois que ela postou um meme no seu Instagram. O meme é uma...

Jovem ‘zombada’ por vender sacos de lixo para ajudar a mãe não abaixa a cabeça

A estudante de enfermagem Clara Soares, 18 anos, vende sacos de lixo e panos de chão em Ceilândia (DF) para ajudar a mãe. Enquanto batia...

Instagram

Com pai desempregado, aluna dá sua mesada ao professor 14